Especulações e Saídas clique aqui

Alexandre comemora estreia entre os profissionais: "Sonho de criança"

21/11/2019 às 20h04 - CLUBE

O treinador Vanderlei Luxemburgo promoveu a estreia de mais uma jovem promessa das categorias de base do Gigante da Colina na partida contra o Goiás, na última segunda-feira (18/11), em São Januário. Campeão estadual nas categorias sub-17 e sub-20, o lateral-esquerdo Alexandre Mello substituiu o experiente Danilo Barcelos durante o intervalo e teve uma boa apresentação.

- Fiquei bastante surpreso com essa oportunidade, mas também muito feliz. Eu me machuquei muito durante a minha trajetória na base. Apesar disso, segui trabalhando bastante e me mantive confiante. Graças a Deus recebi essa chance e pude estrear pelo profissional em São Januário, com o Caldeirão cheio. Isso me deixou muito alegre. Agora vou me dedicar ainda mais aqui em cima para seguir sendo relacionado - afirmou o camisa 57.

 

Foto: Rafael Ribeiro/Vasco.com.brAlexandre em sua estreia entre os profissionais do Vasco
Alexandre em sua estreia entre os profissionais do Vasco



Em São Januário desde 2015, Alexandre morou durante alguns anos na Pousada do Almirante, localizada dentro do estádio cruzmaltino, e foi descoberto na Taça das Favelas após jogar por uma equipe de sua comunidade, a Vila Aliança, em Santíssimo. O momento vivido com a camisa vascaína é a realização de um sonho para o garoto, que não esconde o orgulho de representar sua comunidade.

- Estou realizando um sonho de criança. Venho treinando numa equipe profissional num clube maravilhoso e que possui uma história linda. Tenho muito orgulho de jogar no Vasco. Comecei no Projeto Craques da Vida, da Vila Aliança, e lá aprendi muito, não apenas dentro de campo, me tornei um homem. Valorizo muito essa chance que venho recebendo do professor Vanderlei Luxemburgo. Vou procurar agarrar essa oportunidade - disse Alexandre, comentando por fim a tranquilidade demonstrada em sua primeira apresentação.

- Eu sou bastante tranquilo como pessoa, mas acho que não fiquei tão nervoso porque já sou acostumado a jogar clássicos na base. Os meus companheiros também me ajudaram bastante. Disseram que eu podia contar com eles em qualquer momento. Graças a Deus tudo deu certo, eu não fiquei nervoso, me mantive calmo. O professor Luxemburgo também me passou confiança, me pedindo para fazer o que sou acostumado - concluiu o prata da casa.

Fonte: Site Oficial do Vasco