Apesar da saída de João Marcos, Cruzada segue apoiando Campello

10/01/2020 às 13h56 - POLÍTICA

O Conselho Diretor do Vasco está perto de perder duas peças importantes. Atual vice-presidente de finanças, João Marcos Amorim protocolou pedido de exoneração e deixará o cargo. A informação, do canal "Atenção, Vascaínos", foi confirmada pelo GloboEsporte.com. A saída deu-se por motivação pessoal.

João Marcos é integrante do grupo político Cruzada Vascaína, que ainda tem na diretoria vice-presidente de relações especializadas, João Ernesto Ferreira. Apesar do movimento, a Cruzada garante que segue apoiando politicamente a gestão de Alexandre Campello.

Outro que avalia entregar o cargo é Adriano Mendes, vice-presidente da controladoria do Vasco e braço-direito de Alexandre Campello. Figura importante para o atual funcionamento do clube, Adriano é do grupo "Desenvolve Vasco".

Fonte: GloboEsporte.com