Após chegada de diretor, Vasco deve intensificar busca por reforços

05/06/2019 às 08h15 - FUTEBOL

O atacante Yorley Mena, do Independiente Medellín, foi oferecido ao Vasco nesta terça-feira (4). De acordo com o site UOL, o clube não confirmou se tem interesse no colombiano para a disputa da Série A do Campeonato Brasileiro.

Com 27 anos, o jogador participou de dois jogos na temporada e não fez gol pelo Independiente Medellín. Natural de Apartadó, o atleta acumula passagens por clubes como Real Cartagena, Junior Barranquilla, América de Cali, além do Alianza Petrolera, todos da Colômbia.

No exterior, Mena atuou por duas temporadas no futebol mexicano. Entre 2014 e 2016, vestiu a camisa do Morelia. Mas o atacante teve uma passagem de pouco brilho por lá. Nesse ínterim, disputou 25 jogos e fez apenas um gol.

A temporada de maior destaque na carreira de Yorley Mena aconteceu em 2014, quando marcou oito gols em 21 partida pelo Independiente Medellín. Na época, o jogador entrou na mira de clubes como Cerro Porteño, do Paraguai e Racing, da Argentina. Mas as negociações não avançaram.

Na atual temporada, Mena disputou apenas duas partidas pelo Independiente Medellín. A última partida oficial foi em 30 de agosto de 2018. Na ocasião atuou por apenas 18 minutos na derrota por 2 a 1 para o Once Caldas pela Copa da Colômbia. Depois disso, não foi mais relacionado pelo técnico Octavio Zambrano Vieira.

Negociações paradas

O Vasco deve intensificar a busca por reforços após a chegada do diretor executivo de futebol André Mazzuco. Com a chegada do dirigente, o clube passou a ser procurado por vários representantes de jogadores que estão oferecendo inúmeros nomes.

Recentemente, o meia Giovani dos Santos, atleta mexicano que está sem clube após deixar o Los Angeles Galaxy, dos Estados Unidos. O alto salário e o fraco desempenho nas últimas temporadas, não empolgou o Vasco.

Revelado pelo Barcelona, Giovani é convocado com certa frequência nas convocações da Seleção Mexicana. Ele, inclusive, acumula passagens pelo Mallorca e Villareal, da Espanha, além do Galatasaray, da Turquia.

Fonte: Esporte24Horas