Atlético-MG negocia com Lucas Mineiro e tenta atravessar Vasco

05/05/2019 às 17h51 - FUTEBOL

O Atlético-MG mira duas ou três contratações para a sequência do Campeonato Brasileiro. Um nome já está definido e em negociação: Lucas Mineiro, volante de 23 anos que pertence à Chapecoense e está no Vasco. O GloboEsporte.com apurou que há uma negociação entre o Galo e o staff do jogador, que está emprestado ao Vasco até o fim da temporada 2019.

Quem comanda as conversas é o diretor de futebol Rui Costa, que é um grande admirador do futebol de Lucas Mineiro e trabalhou com o jogador na Chapecoense. A admiração é recíproca e, além disso, Lucas nasceu em Belo Horizonte e tem o desejo de voltar a jogar na cidade natal.

Rui foi procurado pela reportagem, mas não respondeu aos questionamentos. Carlinhos Sabiá, empresário do atleta, desmentiu que esteja negociando com o Atlético-MG e ressaltou que a conversa no momento é com o Vasco, atual clube de Lucas Mineiro.

O principal concorrente do Galo é o próprio Vasco, que já manifestou à Chapecoense o desejo de exercer o direito de compra do jogador. Acontece que não basta "pagar e levar".

Situação com o Vasco

O clube cruzmaltino comunicou à Chape que irá exercer a cláusula de compra de 50% dos direitos econômicos de Lucas Mineiro, em valor fixado de 1 milhão de euros (aproximadamente R$ 4,4 milhões na conversão atual).

Entretanto, para que o novo acordo possa valer, a diretoria precisa negociar outro contrato com o jogador. O atual vínculo vai até o fim do ano. Sem um acordo com o jogador, exercer o direito de compra não é suficiente.

A situação é parecida com a do atacante Everaldo, que trocou o Fluminense pelo Corinthians. O Tricolor carioca quis exercer a compra, mas não chegou a um acordo com o jogador, que fechou com o clube paulista.

Caso feche com Lucas Mineiro, o Atlético-MG precisará colocar a mão no bolso para ter o jogador de imediato. Isso porque, vale lembrar, Lucas Mineiro tem vínculo com o Vasco até o fim deste ano. Para garantir a liberação, o Galo teria que pagar a multa rescisória.

Fonte: GloboEsporte.com