Aula e distância impedem garoto Otávio de ver o Vasco no Piauí

12/02/2020 às 08h13 - FUTEBOL

Uma camisa do Vasco feita com papel e cola. A postagem despretensiosa do irmão Mateus no Instagram, em junho de 2018, fez com que o pequeno Otávio, então com 10 anos, viralizasse e sensibilizasse a todos, não só os vascaínos. Passados quase dois anos, o Cruz-Maltino, coincidentemente, jogará em seu Estado, o Piauí, mas a ida ao jogo contra o Altos, hoje (12), às 21h30, em Teresina (PI), pela primeira fase da Copa do Brasil, não acontecerá.

Os principais empecilhos para a presença de Otávio logo mais são o início do ano letivo e, principalmente, a distância de sua cidade, Paulistana (PI), para a capital piauiense. No total, são cerca de 460 km e um trajeto de quase sete horas de carro.

O Vasco, que em 2018 bancou sua viagem ao Rio de Janeiro para assistir a um jogo da equipe em São Januário, desta vez não entrou em contato com a família, algo que dificultou ainda mais a ida do pequeno vascaíno ao estádio Albertão, palco da partida.

"Eu queria muito ir, mas não vai dar. Porém eu vou assistir pela televisão e vou torcer muito", disse ao UOL Esporte o menino, que atualmente tem 12 anos.

Camisa de papel foi doada ao clube

A famosa camisa de papel foi doada por Otávio ao Vasco na viagem que fez ao Rio de Janeiro para assistir ao jogo contra o Grêmio, no Campeonato Brasileiro daquele ano. O clube tem um projeto de erguer um museu em São Januário e a ideia é ter o adereço como peça. Não há, porém, um prazo ou algum indício de que o plano seja executado.

Na época em que virou personagem de reportagens em diversos veículos, Otávio foi recepcionado com festa por sua escola e os professores organizaram uma atividade onde os alunos tinham que reproduzir as camisas de seus respectivos clubes nos moldes de como o pequeno vascaíno fez. O menino, no entanto, nunca mais executou outra réplica.

"Se um dia eu fizer, vai ser para ficar comigo mesmo", disse.

Camisa que ganhou é intocável

Quando marcou presença em São Januário, Otávio ganhou uma série de brindes do departamento de marketing do Vasco, dentre eles uma camisa autografada por todos os jogadores do elenco de 2018. Segundo o pai do menino, seu Naildo, esta é intocável.

"Tem uma que ganhamos que usamos direto, só que a camisa autografada ele não usa, não. Fica guardada", disse o pai, que faz questão de frisar: "Fomos muito bem recebidos pelo Vasco".

Foi a jogo em Juazeiro

Otávio e seu Naildo marcaram presença no jogo entre Vasco e Juazeirense (BA), em Juazeiro do Norte (BA), em fevereiro do ano passado, pela primeira fase da Copa do Brasil. É que, apesar de serem do Piauí, eles estão mais perto da cidade baiana (cerca de duas horas de carro) do que de Teresina, por exemplo.

"Fomos lá, fizeram a maior festa. Tinha um monte de gente do Rio de Janeiro também e eles nos reconheceram", contou Naildo.

Piauienses fizeram festa e provocações

O Vasco chegou em Teresina na madrugada de ontem (11) e foi recebido por uma multidão no aeroporto da cidade. Os torcedores fizeram muita festa, mas também protestaram com uma faixa contra o presidente Alexandre Campello.

Muito tietado, o técnico Abel Braga ouviu uma brincadeira dos vascaínos, que cantaram: "foi lindo", uma alusão à sua entrevista coletiva após a derrota para o Flamengo por 1 a 0 na Taça Guanabara.

Vasco vai com força máxima

Eliminado da Taça Guanabara, o Vasco foi com sua força máxima para a partida de hoje. Nomes como Talles Magno, Germán Cano e Yago Pikachu são presença garantida no duelo com o Altos.

Pelo regulamento, o Cruz-Maltino tem a vantagem do empate para ficar com a vaga. Nesta fase, os confrontos são em jogo único. Quem passar pega o ABC (RN).

FICHA TÉCNICA:
ALTOS (PI) x VASCO

Local: Albertão, em Teresina (PI)
Data: 12 de fevereiro de 2020 (quarta-feira)
Hora: 21h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Dyorgines Jose Padovani de Andrade (ES)
Auxiliares: Fabiano da Silva Ramires (ES) e Leonardo Mendonça (ES)

ALTOS: Rodrigo Ramos; Júlio Ferrari, Leandro, Reinaldo Lobo, Tiaguinho; Max Carrasco, Ray, Alex Mineiro, Klenisson; Jânio Daniel e Raphael Carioca. Técnico: Fernando Tonet

VASCO: Fernando Miguel; Yago Pikachu, Werley, Leandro Castan, Henrique; Andrey, Raul, Marcos Júnior; Talles Magno, Marrony (Vinícius) e Germán Cano. Técnico: Abel Braga

Foto: Arquivo pessoalOtávio
Otávio

Fonte: UOL Esporte