Basquete: Herói, Gustavo comemora arremesso certeiro no último segundo

06/04/2018 às 08h12 - OUTROS ESPORTES

play_arrow NBB CAIXA

|08:04|

Sendi Bauru/Basket e Vasco da Gama travaram um duelo eletrizante na noite desta terça-feira (05/04). E o desfecho foi digno de um de um grande jogo de basquete. Com bola de 3 pontos de Gustavo Basílio no último segundo, o time carioca vence de maneira dramática, por 92 a 89, e empatou a série de oitavas de final do NBB CAIXA em 1 a 1.

O NBB CAIXA é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a NBA, e conta com o patrocínio master da CAIXA, os patrocínios da SKY, INFRAERO, Avianca, Nike, Penalty e Wewi e os apoios do Açúcar Guarani e do Ministério do Esporte.

Tudo igual: Com a vitória no Ginásio Panela de Pressão, o Vasco deu o troco no Bauru após a derrota em casa no Jogo 1 e deixou tudo igual na série. O desempate acontece neste sábado, às 14 horas, com transmissão ao vivo da Band, novamente no interior paulista.

Herói da vitória: Depois de um desperdício de bola do Bauru, Gustavo recebeu passe de Fúlvio, e, mesmo longe da linha de 3 muito e muito marcado por Duda, acertou o arremesso no último segundo para dar o emocionante e importante triunfo ao time carioca.

Fala aí: “Fazer um arremesso como esse é a melhor sensação possível. Tive a sorte de pegar a bola ali e estar pronto para o arremesso”, disse o herói Gustavo.

Não foi só isso: Mesmo atuando apenas 19 minutos devido a problemas com faltas, Gustavo totalizou 20 pontos e foi um dos cestinhas do Vasco. O camisa 10 teve apenas um arremesso de quadra errado em nove tentativas (88,8% de aproveitamento).

Fala aí: “Mas não foi só isso (arremesso da vitória). Nosso time jogou muito bem coletivamente e empatamos a série. Sabemos que tem muita coisa para acontece e a qualidade do time deles, mas não tem como negar que vamos vir mais confiantes para o Jogo 3”, completou o camisa 10.

Vários destaques: Outro com grande aproveitamento nos arremessos de quadra, Renato também marcou 20 pontos e foi peça importante para o triunfo cruz-maltino, assim como Lucas Mariano, autor de 16 pontos. Já o norte-americano David Jackson contribuiu com 15 pontos, oito rebotes e cinco assistências.

Isso é playoffs: A partida desta terça foi uma verdadeira batalha. Ao todo foram 22 trocas de liderança e dez empates durante o confronto. Após um grande começo do Vasco (16 a 5), Bauru equilibrou o placar ainda no primeiro quarto e o jogo seguiu equilibrado até o fim.

Acabou com vilão: Até então grande nome do Bauru na partida, com 27 pontos, Kendall Anthony teve a última bola nas mãos com o placar empatado. Depois de segurar no meio da quadra por mais de dez segundos, o norte-americano infiltrou, mas acabou errando o passe e a bola ficou com Jackson, que rapidamente achou para Fúlvio esticar o passe para Gustavo dar números finais ao jogo.

Só na torcida: Bauru atuou desfalcado de seu capitão Alex Garcia. O jogador sofreu uma lesão muscular no último quarto do Jogo 1 e não voltou mais para a partida. Nesta terça, o “Brabo” esteve no banco de reservas e incentivou seus companheiros do início ao fim. Sua participação na próxima partida ainda é incerta.

Mais problema: Para piorar ainda mais a rotação do técnico Demétrius, o ala/pivô Renan Lenz sentiu uma fisgada na virilha direita e não voltou mais à quadra. O jogador passará por exames nesta sexta-feira e pode ser desfalque para o Jogo 3.

Fala aí: “A gente acabou dando espaço para o Vasco e o jogo ficou muito aberto até o final. É isso que não podemos deixar acontecer no próximo jogo. Precisamos buscar alternativas defensivas para diminuir esse placar e ter chances de vitória. Playoff é pressão o tempo todo. Eles tiveram sorte nessa última bola e nós sabíamos que esta série seria muito equilibrada. Não podemos desanimar e agora é foco no Jogo 3”, disse o comandante bauruense Demétrius.

Fez bonito: Com a lesão precoce de Renan e a ausência de Alex, o garoto Gabriel Jaú teve mais tempo de quadra e correspondeu à altura. Autor de 15 pontos, o jogador foi o terceiro cestinha da equipe – atrás de Anthony (27) e Shilton (16) – e ainda apanhou seis rebotes. Desde que entrou em quadra, o ala/pivô de 19 anos não saiu mais e totalizou mais de 37 minutos em quadra.

Fonte: Site da LNB

Enquete

Qual a culpa dos problemas políticos do Vasco na campanha do clube no Brasileiro?

Deixe seu comentario