Basquete - Vasco e Demétrius: uma história vitoriosa

22/10/2018 às 22h38 - OUTROS ESPORTES

Bauru e Vasco se enfrentam nesta terça-feira em duelo que marca reencontros entre jogadores, técnicos e clubes; partida terá transmissão ao vivo da ESPN

Depois de protagonizarem uma grande série nos playoffs da última temporada, Sendi Bauru/Basket e Vasco da Gama voltarão a se enfrentar nesta terça-feira (23/10), às 19 horas, no Ginásio Panela de Pressão, em Bauru (SP), com transmissão ao vivo da ESPN.

No último NBB CAIXA, as equipes duelaram em seis oportunidades – duas pela fase de classificação e quatro pelos playoffs – com quatro vitórias do Dragão e duas da equipe cruzmaltina. Vale ressaltar o equilíbrio do confronto: em cinco confrontos a vantagem do vencedor foi menor ou igual a cinco pontos.

Gustavo Basílio e Duda protagonizaram lances espetaculares no confronto entre Bauru e Vasco na temporada passada (Divulgação/LNB)

Na série de oitavas de final, realizada em melhor de cinco partidas, o Bauru levou a melhor por 3 a 1, com jogos emocionantes e bem disputados. Em dois deles, personagens que estarão na partida desta terça-feira foram protagonistas de lances incríveis, mas em lados opostos: Gustavo Basílio e Duda Machado.

O primeiro, atualmente jogador do Dragão, foi importantíssimo no confronto que empatou a série para o Vasco. O ala, então jogador vascaíno, recebeu a bola com o placar empatado em 89 a 89, com dois segundos para o fim, e acertou uma linda bola de 3 pontos, que decretou a vitória cruzmaltina no Ginásio Panela de Pressão.

Já Duda Machado, que hoje defende o Vasco, foi responsável por uma das jogadas mais espetaculares e decisivas da história do NBB CAIXA, pelo Bauru. O Dragão liderava a série por 2 x 1 e a partida seguinte seria realizada no Rio de Janeiro. O Jogo 4, realizado na Arena Carioca 1, foi espetacular, com as equipes muito bem em quadra e a decisão ficando para a prorrogação.

Foi aí que o milagre aconteceu novamente. Poucos dias após a cesta milagrosa de Paulinho Boracini, pelo Basquete Cearense sobre o próprio Bauru, em que o jogador aproveitou o rebote de um lance livre cobrado por ele mesmo e converteu uma bola de 3 pontos para dar a vitória ao seu time no estourar do cronômetro, Duda repetiu o “impossível”.

Com o Vasco na frente por 103 a 100, a seis segundos do fim da primeira prorrogação, o ala sofreu uma falta e foi bater os dois lances livres que tinha direito. Após acertar o primeiro, Duda errou o segundo de propósito, conseguiu o rebote e não desperdiçou o arremesso de longa distância, que deu a vitória ao Bauru por 104 a 103 e a vaga nas quartas de final.

Além de Gustavo Basílio e Duda Machado, outros jogadores já tiveram passagem pelas duas equipes. Do elenco do time comandado pelo técnico Demétrius Ferracciú, o armador Fúlvio e o pivô Lucas Mariano defenderam as cores do cruzmaltino na última temporada. Do lado do time treinado por Alberto Bial, o experiente ala/pivô Henrique Pilar também tem história pelo Bauru, onde disputou três edições do NBB CAIXA (de 2010 a 2013).

Vasco e Demétrius: uma história vitoriosa

Os reencontros não são apenas entre os jogadores e os clubes. O técnico do Bauru, Demétrius Ferracciú, tem uma linda história como jogador com a camisa do time de São Januário. O ex-armador da Seleção Brasileira defendeu o Vasco da Gama por três anos – 1998 a 2001 – e conquistou quase tudo o que disputou.

A passagem vitoriosa de Demétrius pelo Rio de Janeiro rendeu ao cruzmaltino uma conquista estadual (2000), dois títulos brasileiros (2000 e 2001), o bicampeonato da Liga Sul-Americana (1999 e 2000) e o vice-campeonato do McDonald’s Championship (1999).

O McDonald’s Championship foi o torneio intercontinental da época e contou com a participação dos campeões de cada continente, além do atual campeão da NBA. O time de Demétrius conseguiu chegar até a final, ao bater o campeão euroupeu Zalgiris Kaunas (LIT) na semifinal, e foi derrotado pelo San Antonio Spurs na decisão, no que foi o primeiro confronto de um time brasileiro com uma equipe da NBA.

O NBB CAIXA é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a NBA, e conta com o patrocínio máster da CAIXA, os patrocínios de INFRAERO, Avianca, Nike e Penalty e os apoios de UNISAL e Açúcar Guarani.

Foto: Site oficial Basquete
Basquete

Fonte: Site da LNB