Benítez relembra vitória sobre o Flamengo, quando jogava pelo Independiente

18/06/2020 às 20h59 - FUTEBOL

Em mais uma transmissão ao vivo da Vasco TV, o meia-atacante Martín Benítez, um dos dois reforços contratados para a temporada de 2020, falou como tem sido a adaptação ao clube e relembrou o título da Copa Sul-Americana 2017, conquistado com a camisa do Independiente no Maracanã contra o Flamengo.

- Pude viver essa experiência em 2017 no Maracanã contra o Flamengo. O Independiente jogava muito bem e jogou contra um Flamengo que estava muito bem. Tive a experiência de poder vencer no Maracanã. Coincidência de estar no Vasco, que é rival do Flamengo. Cada vez que eu vou ao Maracanã, me lembro de tudo. Fica sempre guardado no meu coração. Torcedores do Flamengo não nos deixaram dormir na véspera. Ficaram atirando bombas, até cedo nós fomos jogar e ganhamos. Todo mundo ficou em silêncio. Maracanã ficou em silêncio (risos).

Confira outros tópicos:

Adaptação ao Rio de Janeiro

- Estou podendo falar outro idioma porque eu só joguei no Independiente por nove anos. É uma experiência nova, tudo novo para mim. Muito contente de poder estar aqui no Vasco. Não joguei muito, mas fui ver os jogos e gostei muito da torcida do Vasco. Estou muito contente de poder estar aqui. Ainda não (totalmente adaptado), porque aconteceu esta pandemia. Fiquei em casa e nada mais. Não podia sair.

Agora que estou podendo falar com os companheiros nos treinos em português e podendo conhecer mais coisas. Preciso de seguir falando com amigos e conhecer mais pessoas. Fiquei aqui em casa, na Barra. Estou com a esposa e com a filha. Depois eu contratei um personal para treinar aqui onde moro.

Bem fisicamente e com o desejo de apresentar seu futebol à torcida

- Depois do jogo pela Sul-Americana pelo Independiente, tive um pequeno problema na perna direita, mas agora estou bem. Estou treinando para poder cumprir as expectativas que tem o torcedor, a diretoria e todo mundo do Vasco. Estou muito contente de estar aqui.

Domingo vamos ter um jogo. Se Deus quiser, vou poder jogar para que os torcedores possam conhecer o jogo que posso oferecer ao Vasco. Creio que estou bem melhor. Assim como todo mundo, preciso de um tempo de adaptação. Mas estou bem melhor.

Foi muito bom. Saí de suplente e foi muito bom jogar com torcedores do Vasco. Gostei muito. Sempre falo que torcedores de Argentina e do Vasco são muito parecidos. Na Argentina, todos são muito fanáticos como aqui. O torcedor do Vasco me surpreendeu muito. Foi muito lindo jogar como mandante.

Carinho nas redes sociais

- Estou trabalhando muito para estar 100% para que Ramon possa contar comigo. Vejo tudo nas redes sociais. Estou surpreendido com os torcedores do Vasco. Tem muito sócio. O Vasco não está jogando, e o torcedor segue junto. Creio que o Vasco é muito grande também por sua torcida. São muitos seguidores.

Papos com o compatriota Cano e com o colombiano Guarín

Guarín não está podendo treinar, mas eu e Cano somos argentinos. Nos falamos muito, todo dia. Por Whatsapp e no treino também. Ele me fala onde posso comprar coisas, onde posso ir. Também quando conheço algumas coisas, eu falo para ele. Estou muito contente de poder falar o mesmo idioma. Com Guarín também.

Entrosamento com garotos da base

- A base do Vasco é muito boa. Sempre falo com os mais jovens, como Bruno (Gomes), (Gabriel) Pec, Lucas Santos. São todos muito gente boa. Estou muito agradecido a todo o Vasco, a jogadores, diretores e torcedores. Desde o primeiro dia estou muito feliz. Agora só falta poder demonstrar dentro de campo.

Derrotas para Bruno Gomes no videogame

- Não tem esposa, não tem filho e não tem nada. Então tem muito tempo para jogar. Assim é fácil. Agora eu estou com a minha filha, ela não me deixa fazer nada (risos). Ela tem três anos.

Gratidão pelo nascimento da filha

- Ela mudou muito minha vida. Sou muito agradecido a Deus pela família que eu tenho, por minha esposa e filha.

Elogios a Ramon

Creio que Ramon irá muito bem no Vasco. Ele conhece muito bem o Vasco, está muito apaixonado de poder reverter a situação e para colocar o Vasco nas primeiras colocações, que é onde o Vasco deve estar.

História de Ramon na Colina

- Ramon fez muito gols aqui no Vasco. Sei que a torcida gosta muito dele. Ele é um ídolo do Vasco. Sabia que a camisa 10 do Vasco é muito importante.

Expectativas positivas com o Vasco para 2020

- Vasco está vivo em todas as competições. Creio que o Vasco vai ter muitas alegrias nesse ano. Ramon está muito bem e os jogadores também.

Culinária aprovada e rotina em casa

- Gosto muito de feijoada. Fiz feijoada para a esposa e para a filha. Vivo sempre brincando com a esposa e com a filha, mas todos precisávamos estar em casa.

Fonte: GloboEsporte.com