Campello fez duas reuniões nesta sexta-feira pensando em votação do Conselho

31/05/2019 às 20h45 - CLUBE

O clima está tenso na política do Vasco. Após um encontro frustrante no Conselho de Beneméritos nesta sexta-feira, o presidente do clube, Alexandre Campello, fez duas reuniões nesta sexta-feira, de olho na votação do Conselho Deliberativo, na próxima segunda-feira, em que será analisada denúncia contra o mandatário.

Nos bastidores, cresce a expectativa de que seja aprovada a comissão de sindicância para investigar o mandatário.

A denúncia é de que Campello não honrou acordos judiciais com cerca de 200 funcionários demitidos, causando assim o prejuízo de aproximadamente R$ 4 milhões ao clube.

Reunião dos beneméritos termina sem parecer

O primeiro sinal ocorreu na reunião do Conselho de Beneméritos. Campello e Adriano Mendes, vice-presidente de Controladoria, planejavam fazer uma apresentação detalhada da necessidade do empréstimo e do plano para reestruturar a dívida do clube.

Entretanto, beneméritos contestaram a presença de Adriano, por não ser um vice-presidente estatutário, e a necessidade do empréstimo. No fim das contas, caminhava-se para parecer positivo de empréstimo de R$ 10 milhões, em vez dos R$ 30 milhões solicitados, e o pedido de encaminhamento da proposta da reestruturação por e-mail para posterior avaliação.

A reunião, porém, não teve conclusão. Campello chegou a bater boca com Denis Carrega Dias, e não houve parecer claro em relação à pauta do dia.

- Existe grande divisão no conselho - afirmou o presidente do Conselho dos Beneméritos, Silvio Godói.

Reuniões com Casaca! e diretoria

Para a situação, a temperatura medida no Conselho dos Beneméritos indicou que é grande a chance de a sindicância contra o Campello ser aprovada na segunda-feira. Por isso, o presidente convocou a reunião com a diretoria para discutir o cenário.

Antes disso, Campello se encontrou com membros do Casaca!. O grupo político ainda não definiu sua posição na votação do Conselho Deliberativo. Há cerca de uma semana, Campello já havia se reunido com João Carlos Nóbrega, um dos membros da corrente.

Mais cedo, a segunda vice-presidente geral do Vasco, Sônia Andrade, entrou com um recurso para tentar cancelar a reunião de segunda-feira do Conselho Deliberativo, questionando a idoneidade das assinaturas dos 60 conselheiros que assinaram denúncia contra Campello. Entretanto, o pedido foi negado em primeira e segunda instância pela Justiça.

Fonte: GloboEsporte.com