Futebol

Cartolouco reencontra São Januário, onde parou partida de Libertadores

O Vasco enfrenta o Resende pela última rodada da Taça Guanabara, hoje (24), às 16h, em São Januário, e reencontrará um velho conhecido, mas em nova função. Anunciado para o Campeonato Carioca, Cartolouco voltará ao São Januário, onde parou jogo de Libertadores em seus tempos de repórter e agora pode até fazer sua estreia como jogador.

Há três anos, o Cruz-Maltino recebia o Racing (ARG) na Colina histórica e perdia por 1 a 0 quando a partida foi paralisada. Uma confusão se formara na arquibancada destinada aos argentinos, com empurra-empurra em volta do então repórter do SporTV.

Hoje com um canal independente no YouTube, Cartolouco, o jornalista Lucas Strabko, criou websérie para mostrar a realidade de diversas profissões do mundo da bola. Em entrevista ao UOL Esporte, por telefone, ele mostrou carinho pelo Vasco e garante que não havia oportunidade melhor para encerrar o projeto e, quem sabe, estrear no futebol.

"Eu amo a torcida do Vasco. Amanhã vai ser a realização de um sonho encerrar a série em São Januário, o que há de mais raiz entre os grandes no futebol do Rio de Janeiro. Será uma experiência de outro mundo, imagina estrear como jogador profissional na Colina? Tá maluco! [risos]. A atmosfera é diferente demais lá, e pelo carinho e respeito que tenho pelo clube, vai ser incrível", afirmou.

Em São Januário, o jornalista também lembrou momentos importantes em sua carreira, como matérias com Yago Pikachu e um reencontro com um torcedor que virou meme: Luiz de Orobó.

Repórter parou jogo de Libertadores

Relacionado para o jogo, Cartolouco relembrou histórias marcantes em São Januário. O mais famoso, claro, na noite em que interrompeu uma partida da Copa Libertadores da América. Se a história parece engraçada hoje, o jornalista se lembra da tensão naquele momento.

"Para entrar em campo, claro, precisava de um colete, que pegamos no credenciamento. Mas para gravar as imagens, como a maioria dos repórteres, tirei o colete e prendi na bermuda. A pauta, naquele dia, era sobre as reações da torcida. Primeiro, gravei na torcida do Racing. Depois, quando cheguei na torcida do Vasco, me dei conta que tinha perdido o colete. Voltei, procurei, não achei, e informei à organização. Me disseram que eu precisava pagar uma multa de R$ 200, o que concordei, e me deram outro para eu trabalhar", contextualizou, para seguir.

"Voltei à arquibancada do Racing e saiu um gol, do Lautaro [Martínez, hoje na Internazionale (ITA)]. Fui entrevistar uns torcedores e vi de longe que um cara estava vestido com o colete. Lembro que comentei isso alto para o câmera, e momentos depois, a PM chegou batendo nele de cassetete e começando uma confusão. Mas o cara não tinha me roubado, coitado. Eu que deixei cair, ele só vestiu. Fiquei com pena. Fui para o meio da confusão gritando 'não, não, não, ele não me roubou'. Fui defender ele, o jogo foi paralisado, os jogadores do Racing apareceram para tentar acalmar os ânimos, e fiquei com o torcedor até que os policiais o soltassem", recorda.

À época, o jornalista foi criticado nas redes sociais e tomou "bronca" até de Luiz Carlos Jr., que narrava o jogo para o SporTV. Ao vivo, o narrador reclamava por conta do gás lacrimogêneo e do spray de pimenta, utilizados pelo Batalhão Especializado de Policiamento em Estádios da Polícia Militar (BEPE), em tese, para repreender confusões.

Após afirmar que o repórter iniciara a confusão, a PM mudou sua versão, próxima da realidade, mas sem reconhecer o próprio erro de abordagem. O canal de TV a cabo, à epoca, negou o envolvimento do repórter. No final das contas, Cartolouco convenceu os policiais a soltarem o argentino, "um torcedor normal, sem ligação com organizadas", como relembra.

Mensagem para Morato

Querido pelos jogadores antes mesmo de se aventurar por dentro do mundo da bola, o youtuber destacou a receptividade que teve dos atletas no Campeonato Carioca. Desde o primeiro dia como jogador do Resende, Cartolouco garante ter sido abraçado por todos do elenco, que entenderam bem a "resenha" que tenta passar.

Além da novidade no YouTube, o jornalista também sente necessidade de desfazer uma imagem que considera equivocada: a de que é apenas um "maluco", sem capacidade ou méritos na profissão.

"As pessoas não sabem bem quem eu sou e criam uma imagem de mim que, quem me conhece, sabe que é equivocada. Gosto de brincadeira, tenho um jeito 'maluco', mas sou um cara muito trabalhador. Sempre me esforcei muito e ralei demais para chegar onde cheguei. Não sou só um cara que 'faz m...', mas carrego esse estigma comigo. Eu já fiz m... para c..., mas não sou só isso. Trabalho muito, fiz algo inovador, e os jogadores reconheceram que estou tentando fazer uma coisa diferente, mostrando a realidade deles de forma natural", explica.

Até mesmo os "adversários" receberam bem o jornalista, que enviou uma mensagem para Morato, atacante do Vasco que enfrentará esta tarde.

"É uma novidade também para eles. Todos me receberam demais, desde o primeiro dia. Os adversários também. É sempre um clima de 'resenha', antes e depois dos jogos. Provoquei o Boavista na Páscoa, dizendo que daria chocolate. Perdemos de 4 a 1 e todos os jogadores adversários vieram brincar comigo nas redes sociais. Dei risada. O mundo do futebol sente falta dessa leveza, das brincadeiras. Nossa geração de jornalismo não conheceu o mundo do futebol como antigamente. O Marinho, do Santos, que é meu amigo, manda mensagem sempre querendo me ver em campo. Contra o Flamengo, falei com Pedro, Renê, Vitinho, todos queriam que eu jogasse. Foi tudo natural".

Cartolouco garante não se incomodar com críticas de que estaria satirizando a profissão. Pelo contrário. Em sua opinião, a ideia é que ninguém deixe morrer o sonho de dar certo no futebol.

"Muita gente acha que o futebol é só glamour, mas todo mundo ralou muito! O Gabigol não era Gabigol desde sempre. Trabalhou muito para chegar até aqui. Recebi o relato de muita gente sem clube, que não alcançou o sonho. Respondi todos, dando força. O elenco do Resende estava fechado, eu não tirei a vaga de ninguém como alguns insinuam, que não levei a sério a vida de jogador. Pelo contrário", conta.

"Sou um ponto fora da curva, estou vivendo a vida de todos os profissionais da bola, mas eu sou jornalista, estou querendo mostrar a realidade deles. Meu trabalho é para que todas as pessoas saibam como é o futebol, que é sofrido, que por vezes não dá certo. Todos tem alguma frustração. A maioria não vira Gabigol. Mas temos histórias de quem fica fora dois anos por lesão e volta, que se supera, que vence na vida, que constrói a carreira. Quero que as pessoas vejam e sintam força para nunca deixar de sonhar", finaliza.

Vasco cumpre tabela no Carioca

Sem chances de se classificar às semifinais da competição, na 6ª posição, Cruz-Maltino deve disputar a Taça Rio, competição para os quatro times entre a 5ª e a 8ª colocações. O caráter, para os grandes fora das semis — o Botafogo também está eliminado na Taça Guanabara —, é praticamente amistoso.

Com o Macaé já definido como rebaixado, o Vasco apenas cumpre tabela contra o Resende. O técnico Marcelo Cabo deu até folga para jogadores que não tiveram férias, como Lucão, Cayo Tenório, Miranda, Ulisses, Juninho, Matías Galarza, Caio Lopes, Gabriel Pec e Tiago Reis. Ernando e Marquinhos Gabriel sequer foram relacionados, e também há jogadores lesionados como MT, Vinícius e Talles Magno.

RESENDE x VASCO

Data: 24 de abril de 2021, sábado
Horário: 16h (de Brasília)
Local: Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães
Assistentes: Daniel de Oliveira Alves Pereira e Gustavo Mota Correia

RESENDE: Jefferson Luís, Flávio, Marcão, Joanderson e Halls; Derli, João Felipe, Gabriel Justino e Jeffinho; Igor Bolt, Kaique. Técnico: Sandro Sargentim.

VASCO: Vanderlei, Léo Matos, Ricardo Graça, Leandro Castan e Zeca (Riquelme); Andrey e Bruno Gomes; Morato, Carlinhos e Leo Jabá; Cano. Técnico: Marcelo Cabo.

Fonte: UOL Esportes
Loading...
  • Sábado, 08/05/2021 às 16h00
    Vasco Vasco 2
    Madureira Madureira 1
    Taça Rio São Januário
  • 28/05 (sex) ou 29/05 (sáb)
    Vasco Vasco
    Operário Operário
    Campeonato Brasileiro - Série B A definir
  • 01/06 (ter), 04/06 (sex) ou 05/06 (sáb)
    Vasco Vasco
    Ponte Preta Ponte Preta
    Campeonato Brasileiro - Série B A definir
  • 08/06 (ter), 11/06 (sex) ou 12/06 (sáb)
    Vasco Vasco
    Brasil de Pelotas Brasil de Pelotas
    Campeonato Brasileiro - Série B A definir
  • Terça-feira, 15/06/2021 às 21h00
    Vasco Vasco
    Avaí Avaí
    Campeonato Brasileiro - Série B A definir
  • 18/06 (sex) ou 19/06 (sáb)
    Vasco Vasco
    CRB CRB
    Campeonato Brasileiro - Série B A definir
  • Terça-feira, 22/06/2021 às 21h00
    Vasco Vasco
    Cruzeiro Cruzeiro
    Campeonato Brasileiro - Série B A definir