Futebol

Com preparação individualizada, JP conquista espaço no Vasco

A vitória parcial (2 a 1) sobre o Grêmio, na rodada de abertura do Brasileiro, estava no segundo tempo quando o então técnico do Vasco, Ramón Díaz, apostou na entrada do jovem JP, de 18 anos, que ajudou a garantir o resultado em meio à pressão dos visitantes. Cria da base, o meia levou oito rodadas para voltar a figurar em campo, mas agora se tornou nome importante no meio cruz-maltino, setor central para um time que tenta se afastar da zona de rebaixamento, hoje, contra o Fortaleza, em São Januário, às 20h.

Com Álvaro Pacheco, JP, agora de 19 anos, foi titular contra Cruzeiro e Juventude. Já com Rafael Paiva, foi acionado contra o São Paulo (quando deu assistência para o gol de David) e iniciou no clássico contra o Botafogo, no último sábado, no qual teve boa atuação. Hoje, deve voltar a mostrar o poder de marcação e saída de bola que tem ajudado a dar segurança defensiva e desafogar a transição ofensiva do Vasco.

JP é sigla de João Pedro. Natural de Goiânia, João Pedro Murilo chegou à base do Vasco em 2019, e vem chamando atenção desde o sub-17. Em dezembro do ano passado, renovou até o fim de 2027, em contrato com multa de 60 milhões de euros (R$ 366 milhões) para o exterior. Um mês depois, foi chamado por Ramón para integrar a pré-temporada, no Uruguai.

Os números são promissores. JP tem, em média, 29 ações com a bola por jogo, com 86% de acerto de passes no próprio campo, 80% no campo adversário e 100% de acerto em bolas longas. Também registra 3,8 duelos pelo chão ganhos por jogo (59%). O sucesso no profissional vem também com um trabalho individual de performance de adição ao que o meia faz no Vasco.

— Trabalhamos muito para que ele tenha sucesso nestes momentos do jogo — explica o personal Wagner Reis, da Futperformance, quando perguntado sobre situações de contenção defensiva, mais físicas. — Monitoramos diariamente o atleta, e uma das ferramentas é um questionário no qual ele responde como foi a noite de sono, humor, fadiga mental e fadiga muscular. Através destas informações, com a rotina do Vasco, decidimos qual tipo de trabalho será realizado. Se treinará algo específico que ajude no jogo ou se faremos o trabalho de recovery, no qual buscamos recuperar o atleta para o próximo jogo, 100% bem de uma forma geral.

Segundo Reis, o trabalho com o jogador leva em conta uma visão europeia de meio-campistas que fazem mais de uma função. Uma das inspirações é o estilo de jogo de Rodri, volante do Manchester City e da Espanha.

Hoje, o Vasco vive a expectativa de ter a volta de Payet ao time titular. O francês jogou apenas 45 minutos no clássico contra o Botafogo, entrando após a lesão de Guilherme Estrella.

O principal desfalque para o time do interino Rafael Paiva é o zagueiro João Victor, com lesão no joelho direito. Na ausência, Léo volta à equipe. Outro retorno será o do atacante David, que cumpriu suspensão no clássico.

Antes do apito inicial, o jogo terá a sanção simbólica, pelo prefeito Eduardo Paes, do projeto de reforma de São Januário.

Fonte: Extra
  • Quarta-feira, 10/07/2024 às 19h00
    Vasco Vasco 2
    Corinthians Corinthians 0
    Campeonato Brasileiro - Série A São Januário
  • Quarta-feira, 17/07/2024 às 19h00
    Vasco Vasco
    Atlético Goianiense Atlético Goianiense
    Campeonato Brasileiro - Série A Estádio Antônio Accioly
  • Domingo, 21/07/2024 às 16h00
    Vasco Vasco
    Atlético Mineiro Atlético Mineiro
    Campeonato Brasileiro - Série A Arena MRV
  • A definir
    Vasco Vasco
    Grêmio Grêmio
    Campeonato Brasileiro - Série A A definir
  • A definir
    Vasco Vasco
    Cuiabá Cuiabá
    Campeonato Brasileiro - Série A A definir
  • A definir
    Vasco Vasco
    Red Bull Bragantino Red Bull Bragantino
    Campeonato Brasileiro - Série A A definir
  • A definir
    Vasco Vasco
    Fluminense Fluminense
    Campeonato Brasileiro - Série A A definir