Comentaristas analisam vaias ao time do Vasco

29/03/2019 às 12h21 - FUTEBOL

"Ei, Vasco, vamos jogar!" Esse é o protesto que tem soado nas arquibancadas em quase todas as partidas do Cruz-Maltino em 2019. O mais recente foi na semifinal da Taça Rio, quando venceu o Bangu por 1 a 0. Mas o que explica a revolta dos torcedores com o time que foi campeão da Taça Guanabara e já está classificado para as semifinais do Campeonato Carioca? Seria um incômodo com a forma de atuar, às vezes mais recuada? Se for o caso, a bancada do Redação SporTV desta sexta-feira considera como algo bom.

- Eu acho uma coisa muito positiva. No momento do futebol brasileiro a torcida cobre que o time jogue mais adiante, e não recue como costuma recuar o Vasco. Seria lindo se acabasse o pragmatismo. O do Vasco não está gostando disso - afirmou Xico Sá.

Tiago Reis comemora seu terceiro gol com a camisa do Vasco como profissional — Foto: Alexandre Loureiro/BP Filmes

Além da opinião de uma pessoa de fora do Rio de Janeiro, o programa também teve o ponto de vista de um jornalista que não nasceu no Brasil. Tim Vickery considera que aquele jeito de jogar mais pragmático, conservador e com o time ganhando de pouco pode estar perto do fim.

- E teve momentos durante o jogo - tanto no 0 a 0, quanto no 1 a 0 - que a torcida gritava: "Ei, Vasco, vamos jogar!" É uma insatisfação. Está sendo desafiado (o pragmatismo), mas ainda não acabou. Olha a reação do Fla-Flu de quarta-feira, que foi um espetáculo muito deprimente.

Fonte: GloboEsporte.com