Futebol

Como foi o retorno do Vasco para a Série A em outros anos? Relembre

O Vasco volta à Série A após duas temporadas cercado de expectativa. Com recursos da 777 Partners, o clube promete se reforçar e montar um elenco competitivo para todas as competições. Entre elas o Campeonato Brasileiro, principal campeonato que disputará em 2023.

O clube não fala abertamente sobre metas, mas tem como objetivo conseguir uma vaga na Libertadores de 2024. A ideia é ter um time forte para brigar na parte de cima da tabela. Seria muita ousadia para uma equipe que está há duas temporadas na Segunda Divisão? Há precedentes. Não seria algo inédito na história do Vasco.

Foto: Marcos Ribolli/ge

Em 2017, após subir da Série B, o Vasco terminou o Brasileiro na sétima colocação e conseguiu uma vaga na Libertadores. Histórico animador, embora o clube também já tenha sido rebaixado um ano após conseguir o acesso, em 2015.

Listamos abaixo as campanhas do Vasco no Campeonato Brasileiro nos anos em que retornou à elite.

2010

Após seu primeiro acesso, o Vasco retornou à elite como campeão da Série B e fez uma campanha correta. Não brigou na parte de cima, mas também não correu risco de cair. Terminou o Brasileirão na 11ª colocação, com 49 pontos.

 Foto: Marcelo Sadio / Vasco

Foi uma campanha de altos e baixos, com muitos treinadores. Vagner Mancini iniciou a temporada. O clube trouxe Celso Roth em seguida, mas o treinador permaneceu por poucos jogos e aceitou um convite do Inter. PC Gusmão assumiu até o fim da competição.

Durante a competição o Vasco trouxe por empréstimo dois jogadores do Benfica: Éder Luis e Felippe Bastos, nomes que fariam parte do elenco campeão da Copa do Brasil no ano seguindo. O atacante, inclusive, foi o artilheiro do clube no Brasileirão de 2010, com nove gols.

Esse foi o único Campeonato Brasileiro da Série A que Philippe Coutinho disputou. Ele iniciou a competição pelo Vasco, marcou um gol, mas saiu no meio do campeonato, negociado com a Inter de Milão.

2015

O vascaíno não guarda boas recordações do Brasileirão de 2015. O clube iniciou a competição com confiança após conquistar o Campeonato Carioca daquele ano, sob o comando de Doriva. No entanto, o início da campanha foi um desastre, e o time terminou o primeiro turno com um pé na Série B.

Após Doriva, Celso Roth teve uma rápida passagem, mas foi Jorginho que levou o time à reação. Com o treinador, chegaram reforços, entre eles Nenê, que iniciava ali sua história no Vasco. Curiosamente os dois foram personagens do acesso em 2022.

Foto: Vasco/ Divulgação

O Vasco reagiu, fez uma boa campanha no segundo turno, mas não deu tempo de evitar o rebaixamento. Com 41 pontos, o time foi rebaixado na última rodada, após empatar com o Coritiba por 0 a 0 no Couto Pereira. Nenê, que chegou com o campeonato em andamento, foi o artilheiro da equipe carioca, com nove gols.

2017

No Campeonato Brasileiro de 2017 o Vasco teve o seu melhor retorno da Série B. Foi uma campanha de altos e baixos, com turbulências, mas uma arrancada na parte final, sob o comando de Zé Ricardo, assegurou uma vaga na Libertadores de 2018 – a última do Vasco.

 Foto: Paulo Fernandes/Vasco

O Vasco terminou a competição na sétima colocação, com 56 pontos, empatado com o Flamengo. Milton Mendes e Zé Ricardo comandaram a equipe ao longo da campanha, que teve Nenê e Luis Fabiano como artilheiros, com cinco gols.

Fonte: Globo Esporte