Especulações e Saídas clique aqui

Confira a nota do 'Desenvolve Vasco' sobre o futuro do Vasco

24/11/2019 às 18h14 - CLUBE

Vascaínos, é verdade que, hoje, a realidade do Vasco é muito diferente daquela vivida por seu rival.

Temos lido e ouvido constantemente a respeito da urgência com que as mudanças devem ser promovidas para resgatarmos o protagonismo do passado. Também muito se diz sobre a necessidade do Vasco se cercar de pessoas competentes, aumentar suas receitas, equalizar dívidas, etc.

Não pensem, contudo, que essas mudanças virão como num passe de mágica. Elas demandam tempo, trabalho e muita visão de longo prazo.

No rival, os resultados demoraram 6 anos para aparecer, e só vieram porque houve, nos bons e maus tempos, paciência e confiança de que aquele projeto - aquele modelo de Clube - daria efetivamente certo no final.

Ninguém nega que as circunstâncias vascaínas sejam reconhecidamente mais difíceis: nossa política é pulverizada; não contamos com a boa vontade da mídia; nossas receitas de TV não são tão generosas; nosso passivo asfixia qualquer chance de mudança no curto prazo... é tudo verdade.

Mas também não se pode negar que nunca estivemos tão próximos de uma mudança que recolocará o Vasco no seu devido lugar.

Por mais tortuosa que seja a jornada (e ela é!), a DV se recusa a ceder ao vitimismo, culpar as circunstâncias ou desistir de um final feliz. Trabalhamos diariamente, e continuaremos assim, até que nossa missão esteja concluída: devolver ao Vasco o protagonismo que sempre foi seu por destino.

Nosso diálogo dentro e fora do Vasco sempre foi o mais transparente possível: o Clube precisará de 5 a 6 anos para trocar os vôos de galinha por vôos de verdade.

Destes, 2 anos já se passaram, e, embora pareça pouco tempo, muita coisa já foi feita.

Mesmo diante de todas as dificuldades, tornamos o Vasco um Clube muito mais transparente, regularizamos a publicação trimestral dos boletins financeiros, estamos reduzindo agressivamente o passivo do Clube, vimos o Programa de Sócios crescer, elaboramos um planejamento de curto, médio e longo prazo, demos início à construção de um CT próprio, estamos encaminhando a reforma de São Januário, a profissionalização dos quadros é uma realidade cada vez mais próxima, e isso é só o começo.

No primeiro ano, viramos a chave mais complicada nas finanças e no futebol. No segundo, estamos viabilizando as melhorias estruturais de que o Clube tanto precisa: construção de um CT, reforma do Complexo de São Januário, reorganização das dívidas cíveis e trabalhistas, além de ajustes necessários no passivo tributário. No terceiro ano, esperamos consolidar esses avanços e preparar o Clube para dias melhores.

E claro, nada disso foi, tem sido ou será fácil. Algumas expectativas foram superadas, enquanto outras, naturalmente, terminaram frustradas. A principal delas é a receita, que não cresceu como o previsto e pressionou o projeto como um todo.

Neste cenário, aumentá-las em 2020 será fundamental.

E que a mensagem fique clara: os políticos e dirigentes do Vasco são coadjuvantes nesse processo. O verdadeiro protagonista desssa empreitada é você, vascaíno, sócio ou torcedor que diariamente consome, participa ou vivencia o Vasco das mais diversas formas, dentro e fora do Rio.

Nosso trabalho é apenas abrir espaço para que a torcida assuma o protagonismo e volte a ver no Vasco as razões de alegria que no passado lhe enchiam de orgulho.

Nesses momentos, o que nos dá forças é olhar para frente! É hora de redobrar esforços e, corajosamente, dar o próximo passo. E o Vasco não é nada sem sua torcida, por isso deixamos o apelo: seja sócio, contribua para o CT, preencha a ficha da Nova Resposta, compre produtos oficiais, vá aos jogos.

O caminho pode ser tortuoso, mas não há obstáculos que, juntos!, não possamos vencer.

Somos Gigantes e podemos muito mais.

Fonte: Grupo Desenvolve Vasco