Conselheiros teriam sido hostilizados do lado de fora

31/10/2019 às 23h08 - CLUBE

Reunião do Vasco é cancelada depois de briga entre conselheiros

A reunião do Conselho Deliberativo do Vasco convocada para votar as contas do primeiro ano de gestão de Alexandre Campello foi cancelada nesta quinta-feira depois que uma confusão estourou entre conselheiros de situação e oposição, incluindo o presidente vascaíno e Eurico Brandão, o Euriquinho, conselheiro e filho do ex-presidente Eurico Miranda.

Presidente do Conselho, Roberto Monteiro optou por interromper os trabalhos depois que os ânimos se exaltaram na Sede Náutica da Lagoa e muitos conselheiros deixaram o local, esvaziando a sessão.

Segundo os primeiros relatos, tudo começou quando o grupo de apoio a Alexandre Campello, diante da demora para o início da votação e a saída de alguns conselheiros, solicitou que Monteiro convocasse logo a votação das contas. Eles tiveram o pedido negado pelo presidente do Conselho Deliberativo e os ânimos começaram a se exaltar. Monteiro havia chamado conselheiros para falarem a favor e contra a aprovação das contas de 2018.

Em um vídeo gravado por um dos conselheiros presentes na votação, Alexandre Campello e Euriquinho discutem asperamente e o filho de Eurico Miranda precisa ser levado para longe para que os dois não chegassem a se agredir fisicamente.

Na saída da Sede Náutica, também houve momentos de tensão, com a presença de torcedores do lado de fora e manifestações de hostilidade para alguns conselheiros, incluindo Julio Brant, da Sempre Vasco, grupo de oposição a Campello.

Fonte: Globo Online