Mendes e Amorim formavam importante base de apoio a Campello

10/01/2020 às 14h41 - POLÍTICA

O vice-presidente de Finanças do Vasco, João Marcos Amorim, entregou seu cargo por divergências na forma de administrar os investimentos para 2020 com o presidente do clube, Alexandre Campello. O dirigente estava no cargo desde o primeiro semestre de 2018. A informação inicial do desligamento foi dada pelo canal "Atenção, Vascaínos" e confirmada pelo UOL Esporte.

Outro que pode tomar o mesmo rumo é o vice de Controladoria, Adriano Mendes, que até então era o homem de confiança de Campello e responsável por dar as diretrizes financeiras do clube.

A dupla diverge da maneira como o presidente vascaíno pretende distribuir os investimentos nesta temporada. Os dirigentes ainda adotam a política de contenção de gastos, já Campello almeja um aporte maior ao departamento de futebol.

João Marcos Amorim é do grupo "Cruzada Vascaína", e Adriano Mendes, do "Desenvolve Vasco", ambos que formam uma base de apoio ao mandatário cruzmaltino.

Presidente da Cruzada, Carlos Leão garantiu ao UOL Esporte que o grupo político segue apoiando a diretoria administrativa, inclusive com o integrante João Ernesto permanecendo como vice-presidente de Relações Especializadas e João Marcos envolvido em assuntos do Conselho Deliberativo.
 

Fonte: UOL Esportes