Diretoria adota cautela para escolher novo técnico cruz-maltino

17/03/2020 às 08h29 - FUTEBOL

A pandemia do coronavírus, que fez os campeonatos paralisarem até segunda ordem, freou a emergência do Vasco na reposição do técnico Abel Braga, que deixou o cargo ontem (16), após uma reunião consensual com o presidente cruz-maltino, Alexandre Campello. A diretoria adota cautela no critério para escolher o novo nome.

Pouco depois do desligamento oficial, a Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj) informou que o Campeonato Carioca está suspenso. Com isso, o time está temporariamente sem previsão de partidas, já que anteriormente a Copa do Brasil e a Copa Sul-Americana — outras competições que o clube disputa em 2020 — também tinham sido paralisadas.

Apesar da cautela, o Cruz-Maltino já têm recebido ofertas de profissionais, tanto do mercado nacional, quanto do internacional. Uma corrente defende que se faz necessária uma mudança de perfil em relação aos dois últimos, Vanderlei Luxemburgo e Abel Braga, considerados "medalhões". A tese é de que o novo treinador traga conceitos modernos e saiba trabalhar com jovens de base, uma vez que o investimento em contratações é escasso e o elenco possui muitos garotos ainda sem nenhum ano de profissional completado.

Nesta linha, o nome de Eduardo Barroca, do Coritiba, e Thiago Larghi, ex-Atlético-MG, ganha adeptos. Jair Ventura, também ex-Botafogo, tem um forte lobby via meio empresarial, mas, a princípio, não está entre as prioridades dos dirigentes.

Direção terá reunião com jogadores

Mesmo com todos os seus campeonatos em disputas paralisados, o Vasco não cancelou sua reapresentação para hoje (17). A princípio, o elenco estará presente, à tarde, no CT do Almirante. No entanto, a ideia da diretoria é a de que não haja treino. Os dirigentes querem apenas se reunir com os jogadores para passarem a eles as novas diretrizes do departamento após as mudanças — saída de Abel Braga e possível chegada de José Luis Moreira para a vice-presidência de futebol. O UOL Esporte apurou que alguns atletas ficaram insatisfeitos com a necessidade de reapresentação.

Ontem (16), os rivais do Vasco no Rio de Janeiro se posicionaram. O Botafogo determinou a paralisação por 15 dias, o Flamengo cancelou as atividades, ao menos, até a próxima segunda-feira (23), enquanto o Fluminense interrompeu os treinos por tempo indeterminado.

Oficialmente, o Cruz-Maltino emitiu somente uma nota sobre as categorias de base e o futebol feminino, informando que ambos estão com seus treinos suspensos, inicialmente, até segunda-feira (23), mas ressaltou que na sexta-feira (20) "a situação será reavaliada para que possam ser tomadas as próximas medidas, visando o bem-estar de todos os envolvidos nas atividades do clube".

Fonte: UOL Esporte