Diretoria continua obrigada a apresentar documentos aos conselheiros de opos

15/02/2008 às 09h29 - POLÍTICA

A Terceira Vice-presidente do Tribunal de Justiça do Rio, desembargadora Mariana Pereira, indeferiu e extinguiu, nesta quinta-feira (14), a medida cautelar da diretoria interina do Vasco que tinha como objetivo suspender o mandado de busca e apreensão de documentos dos balanços contábeis do clube de 2005 e 2006.

Com essa decisão, os dirigentes continuam obrigados a cumprir o mandado, que pode ser expedido na próxima semana. Assim que forem entregues, os documentos serão levados, por um oficial de justiça, para o cartório da 7ª Vara Cível onde os conselheiros de oposição poderão analisá-los.

Mais uma vez, a diretoria interina tem sua tentativa de não apresentar os documentos aos conselheiros frustrada. Duas perguntas devem ser feitas ao presidente interino por todos os vascaínos: O que os documentos contêm que não podem ser mostrados? O que o senhor quer esconder?

Fonte: Assessoria de Imprensa do MUV