Dirigente diz que Morais não é inegociável

06/06/2006 às 01h53 - FUTEBOL

Morais está com prestígio no Vasco. Jogador revelado em São Januário e identificado com a torcida, suas boas atuações nesta temporada despertaram o interesse de outros clubes.

Mas na Colina ninguém quer imaginar a possibilidade de enfrentar o maior rival na luta por um título inédito sem Morais. O vice-presidente de futebol José Luiz Moreira descartou esta hipótese e garantiu que o meia não sai antes da final da Copa do Brasil.

- Não há a menor chance de negociarmos. Temos pela frente a final de uma competição que almejamos há muito tempo. Estamos muito interessados na conquista deste triunfo. Por isto, não podemos nos desfazer dele, que é um dos principais jogadores do time - diz José Luiz.

Morais tem contrato com o Vasco até 2009 e quem estiver interessado em contrata-lo terá que pagar ao clube uma multa rescisória de U$ 10 milhões. Mas o vice de futebol não descarta a possibilidade de negociá-lo após a final com o Flamengo.

- Não digo que ele é inegociável. Todos têm seu preço. Se aparecer, depois da final, uma proposta excelente para o clube e para o jogador a gente pode avaliar. Mas neste momento, Morais é imprescindível - afirma o dirigente.

Fonte: GloboEsporte.com