Dirigente do Vasco afirma que Estatuto foi desrespeitado antes

17/05/2006 às 15h23 - CLUBE

O vice de futebol do Vasco, José Luís Moreira, disse que a informação de que o clube teria infringido o Estatuto do Torcedor, ao disponibilizar apenas três postos de venda de ingressos para o clássico contra o Fluminense, nesta quarta-feira, quando o mínimo exigido pelo Estatuto é de cinco postos, não era nada se comparado ao que aconteceu anteriormente.

- Eles (CBF) já infringiram o Estatuto ao mudar o local da partida. O jogo estava marcado para São Januário e será no Maracanã. Mas contra o Vasco é sempre assim. Não há problema, estamos tranqüilos quanto a isso. Cumprimos sempre a lei - garantiu o dirigente.

Apesar de o Vasco ter o mando de campo, o clube foi obrigado a jogar no Maracanã em vez de São Januário, por determinação da CBF. A entidade atendeu a uma ação do Ministério Público que alegou falta de segurança para a partida ser realizada no estádio vascaíno.

Moreira ainda aproveitou para provocar os tricolores que denunciaram a possível irregularidade cometida na venda de ingressos.

- Eles devem ter procurado ingressos e não encontraram. Se não acharam, paciência - ironizou o cartola vascaíno.

Fonte: Lancepress