Disposto a valorizar a base, Abel Braga já está próximo de um recorde

05/02/2020 às 11h40 - FUTEBOL

Eliminado precocemente da Taça Guanabara e com muitos problemas fora de campo, o Vasco aposta na base em sua estreia, hoje (5), na Copa Sul-Americana, quando enfrenta o Oriente Petrolero (BOL), às 21h30, em São Januário, pelo jogo de ida da primeira fase da competição.

Dos 30 inscritos pelo técnico Abel Braga, 23 jogadores foram formados nas categorias inferiores do clube, o que dá um total de 76% de pratas da casa.

O mais jovem é Riquelme, que completou 17 anos em agosto do ano passado, dois meses depois do atacante Talles Magno. O lateral esquerdo, o zagueiro Menezes, o lateral direito Nathan e o goleiro Alexander foram os únicos dos inscritos, inclusive, que ainda não atuaram este ano.

Entre os "Meninos da Colina", o mais "experiente" é o goleiro Jordi, que tem 26 anos e, por ainda estar se recuperando de uma lesão muscular, não deverá estar no banco de reservas hoje.

Já em relação aos titulares, é possível que Abel Braga coloque até seis jogadores revelados nas divisões de base do Vasco, sendo que alguns já disputam a vaga entre si, como os atacantes Marrony e Vinícius e os laterais esquerdos Henrique e Alexandre.

Abel próximo de recorde

Disposto a valorizar a base, o técnico Abel Braga já está próximo de um recorde, mesmo com pouco tempo no comando. Optando por escalar muitos atletas sub-20 em três dos cinco jogos até aqui na Taça Guanabara, ele já deu oportunidade de lançar no time profissional seis jogadores: o goleiro Lucão, o lateral direito Cayo Tenório, o volante Juninho, o meia Caio Lopes e os atacantes João Pedro e Vinícius.

O treinador que mais lançou pratas da casa na década no Vasco foi PC Gusmão, que hoje exerce a função de coordenador técnico do clube. Em 2010, ele colocou para atuar pela primeira vez oito meninos da base.

Vasco é 6º em aproveitamento da base

Em estudo divulgado pela "Pluri Consultoria" e realizado entre os anos de 2015 e 2019, o Vasco aparece em 6º como clube que mais aproveitou jogadores da base em minutos em campo. O percentual médio foi de 24,5%, sendo que o número detalhado a cada ano aconteceu da seguinte forma: 2015 (23,8%), 2016 (27,2%), 2017 (28,3%), 2018 (22,3%) e 2019 (21,6%).

A Pluri ainda fez um detalhamento por posição do Vasco durante estes cinco anos: goleiro (5%), defensores (48%), meias (25%) e atacantes (22%).

Nos últimos 5 anos, o SANTOS foi o clube brasileiro que mais utilizou jogadores da base no profissional, seguido por ATHLETICO-PR e FLUMINENSE.

Clube tem dado importância à Sul-Americana

Ciente da quase irrisória chance de título brasileiro, a diretoria do Vasco aposta nas competições mata-mata este ano numa tentativa de levantar algum caneco em 2020, A Copa Sul-Americana, por exemplo, é considerada menos difícil que a Copa do Brasil. Por conta disso, o jogo de hoje é tratado como uma decisão.

A própria torcida, inclusive, o encara desta forma, já tendo esgotado os ingressos de arquibancada, o que faz com que a partida gere a expectativa de casa cheia.

"É uma competição que desde o ano passado gerou grande expectativa no torcedor, no clube e em nós, atletas. Vamos procurar fazer esse pré-jogo já em cima daquilo que temos de informações da equipe boliviana. É uma equipe que investiu, tem um técnico argentino, alguns atletas que chegaram esse ano têm certa relevância dentro do futebol sul-americano", disse o goleiro Fernando Miguel em entrevista coletiva.

FICHA TÉCNICA:
VASCO x ORIENTE PETROLERO-BOL

Motivo: jogo de ida da 1ª fase da Sul-Americana
Local: estádio São Januário, Rio de Janeiro
Hora: 21h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Augusto Aragón (EQU)
Auxiliares: Dennys Guerrero (EQU) e Juan Aguiar Ramos (EQU)
Transmissão: DAZN

VASCO: Fernando Miguel, Yago Pikachu, Werley (Ulisses), Leandro Castan e Henrique (Alexandre); Raul, Bruno Gomes e Gabriel Pec (Andrey); Marrony (Vinícius), Germán Cano e Talles Magno. Técnico: Abel Braga

ORIENTE PETROLERO: Romel Quiñones; Widen Saucedo, Gustavo Olguin, Daniel Franco e Alan Mercado; Norberto Palmieri, Daniel Rojas, Matheo Zoch e Óscar Salinas; Juan Gutiérrez e Marcos Bueno. Técnico: Pablo Sánchez

Fonte: UOL Esporte