Euriquinho, sobre o pai: "Ele colocou o Vasco na frente de tudo"

12/03/2019 às 18h49 - CLUBE

Filho de Eurico Miranda, Eurico Brandão, ou Euriquinho, como é conhecido no meio esportivo, falou no fim da tarde desta terça-feira sobre a morte do pai. Ele participou da última gestão do cartola que não resistiu ao câncer e afirmou que seu pai sempre colocou o Vasco acima de tudo, incluindo muitas vezes a própria família. Para Euriquinho, Eurico Miranda é a "representação da paixão do vascaíno".

- É um momento difícil, em primeiro lugar quero agradecer todas as manifestações de carinho que a gente tem recebido. O meu pai foi um grande homem, foi um grande pai, um grande cidadão, e acima de tudo um grande vascaíno. Vai ser difícil de achar alguém que não entenda o tamanho do amor que ele sentia por esse clube e o quanto ele se dedicou ao Vasco. Na maioria da vezes, ou em quase todas, ele colocou o Vasco na frente de tudo, na frente da família dele, na frente da vida dele.

Ao falar sobre o legado do pai, falou em amor ao Vasco. A paixão com que exercia a função de dirigente, para Euriquinho, é a maior lição deixada pelo pai.

- É difícil, o grande legado dele é que realmente foi um dirigente apaixonado pelo clube. Tinha muito amor por isso, muito amor. Quem rodeou ele, quem participou de todos os momentos do futebol, sabe que foi feito com muita intensidade, com muita paixão. Isso é o grande legado.

O filho de Eurico Miranda continuou e comentou sobre o profissionalismo no esporte. Afirmou que as coisas têm de ser feita de forma profissional, mas que a lição deixada pelo dirigente é de que futebol brasileiro também é paixão.

- Hoje se fala muito em profissionais, que tem de ter profissionalismo, mas o futebol, por mais que se tenha profissionalismo, concordo que as coisas têm de ser feita de forma profissional, o futebol brasileiro é paixão. Isso aqui é amor. Uma coisa que poucos entendem. Mundo afora, poucos entendem. E se o mundo perder isso, perde tudo. Quando for estritamente profissional, perde tudo. O futebol brasileiro não é estritamente profissional, tem muita paixão envolvida, em todos os clubes. O meu pai é a representação da paixão do vascaíno.

Euriquinho contou que o pai assistiu ao clássico entre Vasco e Flamengo no sábado e, depois da partida, fez seu último comentário sobre futebol:

- Ele viu o jogo, ficou satisfeito com o jogo, mas nos últimos meses não era assim mais uma realidade completa, não estava mais 100% conectado com o mundo real. Viu o jogo, gostou do resultado. O último comentário que fez sobre futebol, até uma coisa estranha, ele viu depois do jogo os jogadores do Flamengo em volta do árbitro e disse: "Estão nervosos, não ficaram satisfeitos de perder". Uma coisa assim, natural. Depois falou: "Desliga, acabou o jogo". Foi a última coisa de futebol que ele falou.

Foto: ReproduçãoEuriquinho em São Januário para o velório do pai
Euriquinho em São Januário para o velório do pai

Fonte: Globoesporte.com