Evento religioso no Maracanãzinho faz torcedor sofrer para ir ao Maraca

03/11/2008 às 08h05 - TORCIDA

A realização de um evento religioso no Maracanãzinho criou um caos no trânsito nos arredores do Maracanã e tumultuou a chegada dos torcedores que foram ontem à noite ao clássico. O problema ocorreu porque a celebração promovida pela Igreja neopentecostal Mundial do Poder de Deus terminou no momento em que os torcedores chegavam ao Maracanã.

– Moro na Tijuca (Zona Norte) e demorei uns 50 minutos para chegar. É uma falta de organização, que atrapalha quem veio aqui para torcer – reclamou o comerciante Daniel Fonseca, de 25 anos, acostumado a fazer o trajeto para o estádio em 20 minutos. – Eles poderiam ter escolhido outro dia para fazer este tipo de evento.

Enquanto vascaínos e tricolores tentavam chegar ao Maracanã, 15 mil religiosos saíam do ginásio em busca de um dos cerca de 100 ônibus estacionados nos arredores do complexo esportivo. Muitos se perderam e não conseguiram encontrar o veículo que os levou.

– É uma pena acontecer uma situação como esta. Muita confusão, mas, aos poucos, as coisas irão melhorar – disse a recepcionista Cristina Guimarães, de 50 anos, moradora de Santa Cruz, na Zona Oeste.

Procurada, a Polícia Militar informou que a responsabilidade pelo controle do tráfego no Maracanã era uma função da Guarda Municipal.

Um dos guardas municipais ouvidos pelo LANCE!, que pediu para não ser identificado, alegou que o esquema especial montado para a ocasião não funcionou e o encontro entre religiosos e torcedores foi inevitável.

Antes do início do jogo, poucos tumultos foram registrados. O maior deles foi uma briga entre 20 tricolores concentrados do lado de fora do estádio. A confusão foi contida pelos policiais militares.

MILAN E THIAGO SILVA O ex-lateral e, agora, consultor do Milan, Serginho, assistiu ao jogo acompanhado pelo diretor de futebol milanês Ariedo Braida. Contou que foram observar alguns atletas.

Indagado sobre a possibilidade de o zagueiro tricolor Thiago Silva ser um dos observados, Serginho esboçou um sorriso condescendente.

Ex-lateral Serginho vê o jogo, ao lado de um dirigente do Milan, de olho no zagueiro Thiago Silva

Fonte: Lance!