Grupo mais rico do Clube dos 13 pede mais dinheiro

27/04/2007 às 02h52 - FUTEBOL

No dia em que o Clube dos 13 anunciou a TAM como a transportadora oficial dos times no Campeonato Brasileiro até 2010, o presidente da entidade, Fábio Koff, comentou também sobre a pressão que os integrantes do grupo \"mais rico\" têm feito para receber um valor ainda maior das cotas de televisão.

\"É muito difícil administrar esse tipo de situação, sempre gera discussão. Mas o Clube dos 13 tem procurado tratar isso respeitando o seu estatuto e conversando de maneira aberta com todos os clubes\", declarou Koff, que pretende marcar uma assembléia geral para a primeira quinzena de maio para debater a reivindicação.

Formado por Corinthians, Flamengo, Palmeiras, São Paulo e Vasco, o grupo de elite da entidade recebe uma quantia bem superior aos outros três grupos. Atualmente, cada um tem direito a aproximadamente R$ 20 milhões. O segundo escalão, por exemplo, tem 25% a menos. O terceiro e o quarto têm distância maior ainda.

\"Já existe um movimento forte dos clubes que recebem mais para mudar o esquema da divisão das cotas e eles devem apresentar alguns argumentos para todos os integrantes da entidade. Vamos abrir votação, como sempre, e ver o que é melhor para todos\", acrescentou o presidente do Clube dos 13.

Assim como em outros anos, a pressão dos \"mais ricos\" tem como base a audiência maior em relação ao restante dos clubes.

Embora já tenha um sistema de divisão definido para o Campeonato Brasileiro da Série A neste ano, o presidente Fábio Koff não descarta uma mudança já nesta edição, que começa nos dias 12 e 13 de maio. Tudo vai depender do que ficar acordado na reunião de assembléia geral no início do próximo mês.

\"Se houver alguma alteração na política, ela será feita já neste Campeonato Brasileiro. Mas precisamos ter calma, porque esse é um assunto delicado e que precisa ser bem discutido\", finalizou Koff.

Fonte: Lance