Guerreiros do Almirante publica nota sobre acontecimentos do dia 12/3

18/03/2020 às 08h24 - TORCIDA

Nota oficial.

Rio de Janeiro, Estádio de São Januário, 12 de março de 2020. O Club de Regatas Vasco da Gama enfrenta a equipe do Goiás, num confronto direto pela Copa do Brasil. Torcida Vascaína lota São Januário, apoia e faz uma linda festa, cantando em prol do C.R.V.G. Tal festa, inclusive vem sendo elogiada por diversos perfis na redes sociais e também em inúmeras declarações de jornalistas renomados que, surpreendidos, narram a demonstração de força da torcida vascaína em meio a crise que o Club se encontra.

É escandaloso que na mesma noite que a torcida vascaína dá mais uma demonstração de força e unidade para lutar pelo Vasco, mais uma vez vemos um grupo se movimentar sorrateiramente, desta vez com o reforço de pessoas identificadas como membros de uma Torcida Organizada do Botafogo, para ir de encontro com a Banda do Movimento Guerreiros do Almirante, para agredir covardemente torcedores que ali estavam, sendo vários deles mulheres, pessoas de idade e crianças. Infelizmente não é a primeira vez que vemos o MESMO grupo atentando contra a integridade física de integrantes da GDA (e torcedores que ficam na arquibancada conosco). Desta vez não satisfeitos em nos agredir covardemente ainda deram um grande prejuízo quebrando metade dos nossos instrumentos. Voltamos a perguntar: Qual o objetivo dessas agressões? O que o Vasco ganha com episódios como esse?

Desde 2006 afirmamos que a GDA se mantém apartidária, ou seja, seus componentes são livres para terem suas opiniões e ideologias, mas a torcida como instituição não se comporta como situação ou oposição. É seguindo essa ideologia que a GDA sempre se portou durante mais de uma década de existência. Nosso principal objetivo sempre foi e sempre será apoiar o Vasco, mas nós jamais nos colocaremos como escudo para calar eventuais protestos que possam surgir durante o jogo. Acreditamos ser legítimo o direito à livre manifestação e não nos responsabilizamos por eles.

Sabemos nossos direitos! Como torcedores exigimos que o Club garanta o nosso direito à a segurança como previsto na lei 10.671/2003 que diz no seu artigo 13º: “O torcedor tem direito a segurança nos locais onde são realizados os eventos esportivos antes, durante e após a realização das partidas” e complementa no seu artigo 14º que “a responsabilidade pela segurança do torcedor em evento esportivo é da entidade de prática desportiva detentora do mando de jogo e de seus dirigentes”.

Portanto informamos que estamos aguardando o contato da presidência do Vasco para que o compromisso com a nossa segurança seja efetivado. Sem essa garantia nossa presença na arquibancada será suspensa sem previsão de volta.

Atrás do Gol em São Januário não esqueceremos o que é ser vascaíno. Não queremos ocupar o espaço de ninguém e tampouco desrespeitamos a história de qualquer outra torcida do Vasco. Só queremos fazer o que fazemos melhor: apoiar o Vasco descontroladamente por 90 minutos.

CONTATO: [email protected]

#gda #guerreirosdoalmirante #vascodagama

Fonte: Facebook Guerreiros Do Almirante - GDA