Futebol

Há 56 anos, Vasco goleava o Benfica em Lisboa por 5 a 2

No glorioso ano de 1957 (no qual, numa época em que as excursões eram comuns, conquistou ainda o Quadrangular Internacional de Lima, no Peru, e o Torneio de Santiago do Chile), o time de futebol do Club de Regatas Vasco da Gama, após conquistar o Torneio de Paris sobre o Real Madrid (tido por muitos como similar ao Mundial Interclubes atual, uma vez que envolvia as principais equipes do mundo e a final confrontou o melhor time da América do Sul e o melhor da Europa, segundo a imprensa esportiva da época) e o Teresa Herrera (vencendo o Athletic Bilbao por 4 a 2), prosseguiu em sua turnê pela Europa. Fez uma série de oito amistosos internacionais após o título na Espanha, sequência a qual abrangeu a espetacular goleada, que é muito rememorada atualmente em virtude da grande fase nos últimos anos do clube catalão, por 7 a 2 sobre o Barcelona na Catalunha (no estádio Les Corts, antiga cada da equipe azul-grená, antes do Camp Nou), em 23 de junho.

Após esta partida, os vascaínos venceram o Valencia por 2 a 1 e foram para Portugal para fazer o esperado duelo contra o Benfica, a ser disputado no dia 30 de junho. O Vasco vinha da conquista do Torneio de Paris e apresentava um futebol que assombrava o meio futebolístico; o Benfica era o atual campeão português. O clássico luso-brasileiro aconteceu no Estádio da Luz, em Lisboa, que recebeu um grande público, à altura da magnitude do confronto. Com a goleada por 5 a 2, o Gigante da Colina chegava a sua nona vitória consecutiva em território estrangeiro em nove partidas nessa turnê. O Vasco ainda venceria o Espanyol (ESP), antes de viajar à União Soviética e na antiga nação socialista sofrer com condições climáticas adversas e com muito cansaço após a longa excursão e perder as três partidas que fez - contra Dínamo de Kiev, Dínamo de Moscou e Spartak Moscou. Após isto, o time voltou ao Rio de Janeiro para disputar o Campeonato Carioca. Embora tivesse conquistado a competição no ano anterior, o Botafogo conquistou em 1957.

A partida começou com domínio do Benfica. Ainda assim, foi o Vasco que abriu o placar, aos 18 minutos. Numa cobrança de falta, Valter rolou para Laerte, que chutou para a defesa do goleiro Costa Pereira. No rebote, os defensores do Benfica se atrapalharam e Sabará colocou nos fundos das redes, inaugurando o marcador. O placar não condizia com que acontecia na partida, e logo depois, aos 21 minutos, Águas empatou. A partir daí, a partida ficou bastante equilibrada e movimentada até o final da primeira etapa, que terminou com o placar de 1 a 1. Ainda houve na primeira etapa dois gols anulados: um marcado por Águas, do Benfica, e o outro por Vavá, do Vasco. O placar era injusto pelo que acontecia em campo, vide o grande domínio do clube português no primeiro quarto da partida e as seguidas falhas apresentadas pelos vascaínos, que não repetiam o bom futebol que lhe deu oito vitórias consecutivas na turnê internacional antes do clássico luso-brasileiro.

No segundo tempo, porém, o Vasco mostrou seu potencial. E desde o começo: os primeiros minutos da segunda etapa foram fulminantes, resultado no gol de desempate, marcado por Pinga com apenas dois minutos. A jogada começou com Sabará, que limpou pela direita e cruzou. Livinho interceptou e deixou a bola para Pinga, livre, apenas empurrar para o fundo das redes. O Benfica após isso dominou as ações. Mas não demorou muito.

O Vasco aos poucos retomou o domínio, o que levou ao time marcar três gols seguidos, abrindo 5 a 1 no placar: Livinho, aos 20 minutos, e dois gols de Valter (aos 25 e aos 26 minutos de jogo). O Vasco à altura já brindava o grande público com um belíssimo espetáculo de futebol. Aos 33 minutos, o Benfica diminuiu, novamente com Águas. A partida seguiu morna e sem maiores acontecimentos até o apito final do árbitro. A equipe do treinador Martim Francisco retornava a Barcelona para enfrenta o Espanyol, e depois viajaria para a União Soviética.

Ficha técnica:

VASCO: Carlos Alberto (Hélio), Dario e Viana; Laerte, Orlando e Ortunho; Sabará, Livinho, Vavá, Valter e Pinga.

BENFICA: Costa Pereira (Bastos), Calado e Serra; Zezinho (Caiado), Ângelo e Alfredo; Palmeiro (Antunes), Coluna, Águas, Pegado e Cavém.

Local: Estádio da Luz, em Lisboa (Portugual)
Dia: 30 de junho de 1957

Obs.: a ficha técnica e o relato dos lances do jogo foram retirados da edição de 02 de julho de 1957 do Jornal do Brasil, disponibilizada em domínio público pela Biblioteca Nacional.

Vasco da Gama e Benfica se enfrentaram em sete oportunidades, com três vitórias vascaínas, três empates (todos por 1 a 1) e apenas uma vitória portuguesa. Ainda assim, o confronto não ocorre há vinte e seis anos, desde 1987. Confira a lista de jogos:

12/07/1937 - Amistoso internacional: Vasco da Gama 5 x 0 Benfica, em Portugal
30/06/1957 - Amistoso internacional: Vasco da Gama 5 x 2 Benfica, em Portugal
08/07/1965 - Amistoso internacional: Vasco da Gama 1 x 1 Benfica, no Maracanã
18/01/1972 - Torneio Internacional de Verão do Rio: Vasco da Gama 0 x 2 Benfica, no Maracanã
16/08/1984 - Amistoso internacional: Vasco da Gama 1 x 1 Benfica, em Portugal
07/02/1987 - Torneio Cidade de Luanda: Vasco da Gama 1 x 1 Benfica, em Angola
14/06/1987 - First Annual TAP CUP: Vasco da Gama 3 x 0 Benfica, nos Estados Unidos
 

Equipe vascaína posa com o troféu do torneio Teresa Herrera; os mesmos onze titulares começaram jogando na espetacular goleada sobre o Benfica: Em pé: Carlos Alberto, Martim Francisco (técnico), Viana, Laerte, Dario, Orlando e Ortunho; Agachados: Sabará, Valter, Vavá, Pinga e Livinho


Orlando e Vavá conquistariam, como atletas do Vasco, a Copa do Mundo de 1958 com a Seleção Brasileira.

Confira todos os jogos das excursão vascaína pelo mundo que englobou amistosos internacionais, o Torneio de Paris e o Teresa Herrera, ambos conquistados pelo clube:

05/06/1957 – Amistoso internacional: Vasco da Gama 2 x 1 Combinado de Willemstad (Local: Curaçao*)
09/06/1957 – Amistoso internacional: Vasco da Gama 6 x 2 Hakoah All Stars (Local: Nova Iorque, nos EUA)
12/06/1957 – Torneio de Paris: Vasco da Gama 3 x 1 Racing Club Paris (local: Estádio Parc des Princes, em Paris, na França)
14/06/1957 – Torneio de Paris: Vasco da Gama 4 x 3 Real Madrid (local: Estádio Parc des Princes, em Paris, na França)
16/06/1957 – Teresa Herrera: Vasco da Gama 4 x 2 Athletic Bilbao (local: Estádio Riazor, em Corunha, na Espanha)
20/06/1957 – Amistoso internacional: Vasco da Gama 3 x 1 Valencia (local: Valencia, na Espanha)
23/06/1957 - Amistoso internacional: Vasco da Gama 7 x 2 Barcelona (local: Estádio Les Corts, em Barcelona, na Espanha)
26/06/1957 - Amistoso internacional: Vasco da Gama 2 x 1 Valencia (local: Valencia, na Espanha)
30/06/1957 – Amistoso internacional: Vasco da Gama 5 x 2 Benfica (local: Estádio da Luz, em Lisboa, Portugal)
03/07/1957 – Amistoso internacional: Vasco da Gama 3 x 1 Espanyol (local: Barcelona, na Espanha)
08/07/1957 – Amistoso internacional: Vasco da Gama 1 x 3 Dínamo de Kiev (local: União Soviética)
11/07/1957 – Amistoso internacional: Vasco da Gama 1 x 3 Dínamo de Moscou (local: União Soviética)
14/07/1957 – Amistoso internacional: Vasco da Gama 0 x 1 Spartak Moscou (local: União Soviética)

*Curaçao é a maior ilha do antigo arquipélago das Antilhas Neerlandesas e um país autônomo constituinte do Reino dos Países Baixos.

Fonte: -
  • Domingo, 06/11/2022 às 18h30
    Vasco Vasco 1
    Ituano Ituano 0
    Campeonato Brasileiro - Série B Estádio Municipal Doutor Novelli Junior
  • (14/01 - Sáb) ou (15/01 - Dom)
    Vasco Vasco
    Madureira Madureira
    Taça Guanabara São Januário
  • Terça-feira, 17/01/2023 às 21h00
    Vasco Vasco
    River Plate River Plate
    Amistoso Internacional Orlando City Stadium
  • (18/01 - Qua) ou (19/01 - Qui)
    Vasco Vasco
    Audax - RJ Audax - RJ
    Taça Guanabara A definir
  • Sábado, 21/01/2023 às 21h00
    Vasco Vasco
    Inter Miami Inter Miami
    Amistoso Internacional Lockhart Stadium
  • (21/01 - Sáb) ou (22/01 - Dom)
    Vasco Vasco
    Botafogo Botafogo
    Taça Guanabara A definir
  • (25/01 - Qua) ou (26/01 - Qui)
    Vasco Vasco
    Portuguesa Portuguesa
    Taça Guanabara Luso-Brasileiro