Hiistória de Pai Santana vai virar documentário

23/10/2009 às 08h10 - CLUBE

\"Pai Figura lendária, um dos personagens mais famosos do futebol brasileiro, Pai Santana terá a vida contada num documentário que promete ser embalado pelo ritmo dos tambores e fortalecido pelos poderes de Xangô, de quem é filho. O massagista receberá amanhã homenagem antes da partida entre Vasco e Bahia por conta de seus 50 anos no futebol e, até março do ano que vem, será eternizado numa história que se mistura com a do próprio Gigante da Colina.

A ideia do projeto chegou a São Januário há uma semana nas mãos da diretora Rosane Santiago, da produtora Rotcine. O departamento de marketing doVasco permitiu a realização do filme como produto oficial imediatamente. Já aprovado pelo Governo do Estado na Lei de Incentivo à Cultura, o trabalho aguarda apenas o surgimento de parceiros interessados em financiar o início das filmagens em troca de abatimento no ICMS.

– Fizemos algo muito bem feito que foi aprovado em apenas uma semana. O Pai Santana é um personagem fascinante, que é querido não apenas pelos torcedores do Vasco, mas também por apaixonados por futebol de todo o Brasil.

Pai Santana e a coruja: sabedoria e muita reza a serviço do Gigante da Colina nos últimos 39 anos Quero mostrar as origens desta pessoa extraordinária – disse Rosane.

O Vasco tem agido como parceiro no trabalho de pesquisa da equipe de produção do documentário. Com o surgimento da proposta, o clube vislumbrou mais uma maneira de ajudar um de seus maiores símbolos.

Além de manter Pai Santana no quadro de funcionários mesmo com o massagista fora do batente desde 2004, quando sofreu o primeiro dos quatro AVCs (acidente vascular cerebral), o Vasco abrirá mão de sua parte na renda gerada pela venda dodocumentário para ajudar a família do velho bruxo da Colina.

– Os valores referentes ao direito de licenciamento do Vasco serão repassados para o Pai Santana, um verdadeiro patrimônio do clube.

Não é à toa que uma torcida, a União Vascaína, foi fundada com o intuito de ajudá-lo – destacou Marcos Blanco, diretor de marketing.

Mais do que nunca, que a energia de Pai Santana esteja com o Vasco contra o Bahia, amanhã, no Maracanã, e neste fim de Série B. De título, o bruxo entende.

Lucro do Vasco com a venda do documentário será repassado para ajudar a família de Pai Santana

Nome: Eduardo Santana (Pai Santana) Idade: 75 anos Vascaíno desde: 1970Clubes: Bahia, Fluminense, Seleção do Kwait Títulos: Assim que chegou ao Vasco, o clube foi campeão carioca de 1970 depois de jejum de 12 anos. Presença certa nas conquistas até o Carioca de 2003.

Famosos ‘causos’ de Pai Santana

Ovos em campo Sem desprezar nenhuma crença, Pai Santana, em 1974, aceitou um conselho e pôs três ovos no gramado do Maracanã, em jogo pelo Brasileiro. Em princípio, não viu vantagem na ação, pois o cruzmaltino Perez escorregou neles e torceu o pé. Em seguida, porém, Jailson entrou e, com um gol, pôs o Vasco na final contra o Cruzeiro.

Na casa do rival Santana jura que desceu de helicóptero na Gávea, em 1977, para realizar um despacho contra o rival. Não deu outra: Vasco campeão carioca daquele ano.

Mudança de religião Ahmet Santana. Foi assim que ele se chamou quando trabalhou no Kuwait.

Resolveu se converter ao islamismo e até se tornou conselheiro do sheik.

‘Nem jogador eu sou...’ Até quando a saúde permitiu, Santana marcou presença em todos os jogos em São Januário. Ao entrar, fazia o ritual de beijar a bandeira do Vasco, ao chão: “Não há dinheiro no mundo que pague este amor. Eu nem sou atleta e a torcida grita meu nome. Quando vou à rua, sou parado e dou autógrafo”, deliciava-se.

Clima ruim ameaça homenagem
Apesar da expectativa criada em torno da presença de Pai Santana na partida de amanhã entre Vasco e Bahia, o torcedor ilustre será liberado para comparecer ao estádio apenas se o clima permitir. Dona Carmem, esposa do massagista há 39 anos, ficou satisfeita com as homenagens ao marido, mas destaca as preocupações com a saúde do marido.

– Fico muito contente, mas se estiver chovendo ou se estiver muito sol, infelizmente ele não poderá ir. Sabe como é,quando envelhecemos não podemos ficar expostos – disse.

Vascaína, Dona Carmem foi quem o convenceu a ir para São Januário em 1970. Torcedor do Fluminense, Pai Santana cedeu aos apelos da namorada e também aos insistentes convites de João da Silva, ex-presidente vascaíno.

– Desde então, ele se converteu. Hoje, é Deus no céu, Vasco na terra. Até hoje, quando vascaínos nos visitam,ele se emociona – afirmou.

Confira bate-bola com Carmem Santana, esposa de Pai Santana

Qual é a reação de Pai Santana com as homenagens?
Ele fica muito feliz, até porque sempre fez por onde aparecer. No Kwait, a torcida o conhecia nas ruas. Para ele, é um bálsamo este reconhecimento. Quando ele passa a comer pouco, digo que se ele comer poderá ir ao jogo do Vasco. Sempre funciona.

A ajuda será bem-vinda?
Ele não gosta que aceitemos nada, mas não posso recusar a iniciativa das pessoas que gostam dele. Não nos falta nada, mas temos muitos gastos com remédios, fraldas, comida especial.

Ele quer ir ao Maracanã?
Ele não fala mais, tem problemas de locução, mas antes chegou a dizer que queria voltar a ir ao estádio, que ele não conheceu reformado. Será bom para ele.

Fonte: Lance