Clube

Jogadores se cobraram após goleada sofrida no clássico

A maior goleada sofrida para o Flamengo na história abalou os torcedores do Vasco no Maracanã. E também os jogadores. O vestiário após a derrota por 6 a 1 teve discussão entre os atletas. Coube ao técnico Álvaro Pacheco tentar restaurar o ânimo do time durante e depois do jogo.

O diretor de futebol do Vasco, Pedro Martins, não esteve no Maracanã. O executivo está no México em evento com outros dirigentes. O CEO Lúcio Barbosa assistiu à partida no estádio.

Os ânimos ficaram exaltados no vestiário, e os jogadores cobraram uns aos outros. Cenário normal após uma goleada da forma como ocorreu, segundo pessoas do clube. Pedrinho foi o único dirigente no vestiário. O presidente do clube passou rapidamente pelo local e não falou com o grupo.

Não houve sermão. O treinador Álvaro Pacheco assumiu a culpa pela derrota na entrevista coletiva e na conversa com o time. Pediu união e comprometimento para a sequência.

- Aquilo que tentei passar enquanto líder é que, nesses momentos de dificuldade e de vergonha, o grupo tem que se unir e perceber o que temos que fazer para pôr o Vasco no patamar que merece. O único culpado sou eu - disse Álvaro Pacheco.

- Temos que entender o que aconteceu, nos unir, trabalhar, focar, dar o máximo diariamente pelo Vasco. Sem desculpas. É morrer pelo Vasco, porque só assim vamos conseguir colocar onde merece. Vamos para o próximo desafio e temos que dar uma resposta. Só podemos dar se trabalharmos sério - completou o técnico.

O elenco não teve folga e se reapresentou no CT Moacyr Barbosa na manhã desta segunda. Ainda sem a presença do diretor de futebol, Pedrinho foi ao local para conversar com os jogadores. O presidente tem falado com Pedro Martins por telefone.

Os titulares fizeram trabalho regenerativo. Álvaro pretende atacar o fator psicológico e trabalhar a confiança dos jogadores nos próximos dias. A avaliação é que o Vasco desmoronou mentalmente depois de um bom início contra o Flamengo.

E é em cima dos primeiros 25 minutos do clássico que o treinador vai trabalhar. Não houve uma conversa longa na reapresentação, mas Álvaro quer usar o comportamento do Vasco na primeira metade da etapa inicial como exemplo do que o time pode fazer. Há o entendimento de que a marcação no meio-campo precisa ser reforçada.

O próximo jogo do Vasco é no dia 13 de junho, contra o Palmeiras, fora de casa.

Fonte: ge
  • Domingo, 02/06/2024 às 16h00
    Vasco Vasco 1
    Flamengo Flamengo 6
    Campeonato Brasileiro - Série A Maracanã
  • Quinta-feira, 13/06/2024 às 21h30
    Vasco Vasco
    Palmeiras Palmeiras
    Campeonato Brasileiro - Série A Arena Barueri
  • Domingo, 16/06/2024 às 18h30
    Vasco Vasco
    Cruzeiro Cruzeiro
    Campeonato Brasileiro - Série A São Januário
  • A definir
    Vasco Vasco
    São Paulo São Paulo
    Campeonato Brasileiro - Série A A definir