Jornalistas elegem final da Mercosul como a maior virada de todos os tempos

16/12/2019 às 10h33 - FUTEBOL

A final épica da Libertadores 2019, com o Flamengo revertendo desvantagem contra o River Plate nos minutos finais, trouxe uma discussão para a redação do GloboEsporte.com: seria esta uma das maiores viradas da história do futebol? Para chegar a uma conclusão, ouvimos 40 jornalistas, que elegeram suas três preferidas.

Para elaborar um ranking, adotamos o seguinte critério: o primeiro colocado de cada ganhou três pontos; o segundo, dois pontos; o terceiro, um ponto - para desempate, prevaleceu quem foi mais lembrado em primeiro.. A conquista do Flamengo foi bastante lembrada, mas outra final de competição sul-americana ficou com o topo.

25 partidas foram citadas: seis de Copa do Mundo, quatro de Liga dos Campeões da Europa, quatro de Campeonato Brasileiro, três de Copa do Brasil e uma de Mercosul, Libertadores, Mundial, Olimpíada, Liga Europa, Inglês, Paulista e Goiano.

Veja abaixo como ficou o top 10:

10º - Portugal 5 x 3 Coreia do Norte (Quartas de final da Copa do Mundo de 1966 - 3 PONTOS

23/07/1966 - Goodison Park, Liverpool - Gols de Pak, Li, Yang, Eusébio (quatro vezes) e José Augusto

Em sua primeira Copa, Coreia do Norte havia eliminado a Itália na fase de grupos e abriu 3 a 0 com 25 minutos de jogo

Eusébio diminuiu para 3 a 2 antes do intervalo e marcou mais dois nos 15 primeiros minutos do segundo tempo

Aos 35 da etapa final, José Augusto ainda ampliou a vantagem de Portugal, que tinha tirado o Brasil na fase anterior

Portugueses caíram na semifinal para a anfitriã Inglaterra, campeã daquela edição, e ficaram em terceiro lugar, melhor posição do país na história do torneio

9º - Atlético-MG 4 x 1 Flamengo (Semifinal da Copa do Brasil 2014) - 4 PONTOS

05/11/2014 - Mineirão, Belo Horizonte - Gols de Everton, Carlos, Maicosuel, Dátolo e Luan

Galo do "Eu Acredito", campeão da Libertadores no ano anterior, já havia conquistado virada heroica contra o Corinthians na fase anterior e repetiu o feito

Flamengo venceu por 2 a 0 no jogo de ida e abriu o placar na volta, obrigando o Atlético-MG a fazer quatro gols

Atleticanos empataram no primeiro tempo e marcaram novamente aos 12, aos 36 e aos 39 da etapa final

Victor ainda trabalhou nos momentos finais e garantiu o time na final, onde conquistaria o título em cima do grande rival Cruzeiro

8º - Santos 4 x 5 Flamengo (12ª rodada do Brasileiro 2011) - 7 PONTOS

27/07/2011 - Vila Belmiro, Santos - Gols de Borges (duas vezes), Neymar (duas vezes), Ronaldinho Gaúcho (três vezes), Thiago Neves e Deivid

Santos tinha conquistado a Libertadores um mês antes e abriu 3 a 0 com 25 minutos, com direito a gol que rendeu a Neymar o prêmio Puskás

Flamengo buscou empate ainda no primeiro tempo, mas voltou a ficar atrás com cinco minutos da etapa final

Ronaldinho Gaúcho comandou virada rubro-negra com hat-trick, incluindo gol de falta cobrada por baixo da barreira

Jogo teve gol incrível perdido por Deivid e pênalti perdido de Elano, que Felipe defendeu fazendo embaixadinhas em seguida

7º - Alemanha 3 x 2 Hungria (Final da Copa do Mundo de 1954) - 7 PONTOS

04/07/1954 - Wankdorf, Berna - Gols de Puskás, Czibor, Morlock e Rahn (duas vezes)

Jogo conhecido como "milagre de Berna"

Times já haviam se enfrentado na fase de grupos, com vitória esmagadora dos húngaros: 8 a 3

Hungria de Puskás abriu 2 a 0 com oito minutos, mas Alemanha buscou empate antes dos 20

Gol da vitória alemã foi marcado aos 39 da etapa final, dando o primeiro título mundial ao país

6º - Nigéria 4 x 3 Brasil (Semifinal da Olimpíada 1996) - 8 PONTOS

31/07/1996 - Sanford Stadium, Athens - Gols de Flávio Conceição (duas vezes), Roberto Carlos (contra), Bebeto, Ikpeba e Kanu (duas vezes)

Com geração promissora, Brasil tinha nomes como Dida, Rivaldo, Bebeto e Ronaldo

Seleção brasileira vencia por 3 a 1 até os 33 minutos do segundo tempo, mas acabou sofrendo empate com gol no último minuto

Na prorrogação, nigerianos fizeram o gol de ouro com Kanu e garantiram vaga na final, onde venceriam a Argentina e levariam a medalha de ouro

5º - Liverpool 3 (3) x (2) 3 Milan (Final da Champions 2004/05) - 11 PONTOS

25/05/2005 - Olímpico Atatürk, Istambul - Gols de Maldini, Crespo (duas vezes), Gerrard, Smicer e Xabi Alonso

Jogo terminou empatado no tempo normal, mas foi lembrado como uma das grandes viradas por conta do resultado dos pênaltis

Milan de Dida, Cafu e Kaká abriu o placar no primeiro minuto e foi para o intervalo com vantagem de três gols

Liverpool teve reação fulminante e deixou tudo igual com 15 minutos do segundo tempo

Nas penalidades, Serginho, Pirlo e Shevchenko desperdiçaram. O goleiro Dudek, que já havia feito milagre na prorrogação, defendeu duas cobranças

4º - Brasil 1 x 2 Uruguai (Final da Copa do Mundo de 1950) - 17 PONTOS

16/07/1950 - Maracanã, Rio de Janeiro - Gols de Friaça, Schiaffino e Ghiggia

O famoso "Maracanazo", conhecido como uma das maiores derrotas do futebol brasileiro

Jogando em casa, Brasil buscava o primeiro título mundial e abriu o placar no começo do segundo tempo

Uruguaios marcaram aos 21 e aos 34 para virar e conquistar o bi

Gol de Ghiggia contou com falha do goleiro Barbosa

3º - Flamengo 2 x 1 River Plate (Final da Libertadores 2019) - 29 PONTOS

23/11/2019 - Monumental, Lima - Gols de Borré e Gabigol (duas vezes)

Primeira final em jogo único da história da Libertadores

River, campeão da edição anterior, abriu o placar aos 14 do primeiro tempo

Flamengo empatou aos 44 e virou aos 47 minutos da etapa final para voltar a conquistar uma Libertadores depois de 38 anos

2º - Manchester United 2 x 1 Bayern de Munique (Final da Champions 1998/99) - 38 PONTOS

26/05/1999 - Camp Nou, Barcelona - Gols de Basler, Sheringham e Solskjaer

Manchester já havia virado após estar perdendo fora de casa por 2 a 0 para a Juventus na semifinal

Bayern abriu o placar logo aos seis minutos de jogo

Ingleses fizeram os dois gols nos acréscimos do segundo tempo: um aos 46 e outro aos 48, ambos em jogadas de escanteio, com jogadores que tinham saído do banco

Goleiro Schmeichel chegou a ir para a área adversária no lance do gol de empate

1º - Palmeiras 3 x 4 Vasco (Final da Mercosul 2000) - 92 PONTOS

20/12/2000 - Palestra Itália, São Paulo - Gols de Arce, Magrão, Tuta, Romário (três vezes) e Juninho Paulista

Terceiro jogo da decisão após cada time vencer uma vez. Palmeiras jogava em casa por conta da melhor campanha

Palmeirenses foram para o intervalo ganhando por 3 a 0

Vasco teve Júnior Baiano expulso, mas mesmo assim conseguiu reagir e levar o título inédito

Romário "pediu música" e fez o último nos acréscimos da etapa final

Foto: gevotos
votos

Fonte: GloboEsporte.com