L. Gustavo entra com ação na justiça exigindo rescisão indireta com o Vasco

07/03/2020 às 14h40 - CLUBE

Emprestado ao Goiás, o zagueiro Luiz Gustavo entrou com uma ação na Justiça exigindo uma rescisão indireta com o Vasco e cobrando cerca de R$ 2,4 milhões em atrasados.

Representado pelos advogados Filipe Rino e Thiago Rino, o jogador alega diversas situações em vínculos diferentes.

No primeiro contrato, assinado em 2018, as partes teriam acordado de que a cada dez partidas o seu salário seria aumentado em R$ 10 mil. Ao final dele, Luiz Gustavo já teria dobrado seus recebimentos.

Neste contrato, o Vasco estaria devendo um mês, mais férias, 13º e só teria depositado dois meses de FGTS.

No segundo vínculo, assinado até o fim de 2020, o zagueiro foi emprestado inicialmente ao Guarani e o Vasco teria se comprometido a pagar cerca de 60% de seu salário, algo que o atleta alega não ter sido cumprido.

Posteriormente, Luiz Gustavo foi emprestado novamente ao Goiás e, neste tempo todo, o Vasco só teria pago dois meses, estando devendo novembro, dezembro, 13º, férias e janeiro, além de 14 meses de FGTS.

O zagueiro ainda teria procurado o Vasco para fazer um acordo e ter uma rescisão amigável, mas segundo seus advogados, o presidente do clube, Alexandre Campello, não teria retornado suas ligações.

Luiz Gustavo faz questão de ressaltar que nutre muito carinho pela torcida e a instituição, e só tomou o caminho judicial por não ter sido atendido pelo clube.

Fonte: UOL Esportes