Lei do ex? Confira 9 jogadores de Vasco x Grêmio que reencontram ex-clube

10/11/2018 às 10h47 - FUTEBOL

Se a lei do ex entrar em prática na partida entre Grêmio e Vasco, o torcedor pode esperar por muitos gols no domingo. Nos dois lados existem jogadores que já vestiram a camisa do rival. Pelo time carioca, Fernando Miguel, Rafael Galhardo, Werley e Maxi López. Já do lado gaúcho, Léo Moura, Madson, Doulgas, Alisson e André. Até o técnico Renato Gaúcho, atualmente uma unanimidade no cargo, teve no Vasco a sua primeira oportunidade em um clube grande. Confira o Raio-X desses jogadores atuando pelo seus ex-clubes.

Maxi López

O argentino fará o seu primeiro jogo contra o Grêmio, time que brilhou em 2009, com 17 gols em 41 jogos, a melhor temporada em números do atacante. Maxi López não conquistou títulos mas marcou o seu nome na história do clube ao fazer o gol da vitória no Grenal dos 100 anos. O apelido “La Barbie” foi criado nessa época pelos torcedores colorados. O Grêmio naquele ano foi eliminado nas semifinais da Libertadores e ficou em 9º lugar no Campeonato
Brasileiro.

Werley

O Grêmio é o time que o zagueiro mais defendeu na carreira. Ao todo foram 129 jogos e 15 gols marcados entre os anos de 2012 e 2014. Não chegou a conquistar títulos. Após sair do time gremista, Werley reencontrou o ex-clube em quatro jogos tendo um péssimo retrospecto. Por Santos, Figueirense e Coritiba (duas vezes), o zagueiro perdeu todas as partidas.

Rafael Galhardo

O lateral jogou no Grêmio em 2015 conseguindo ter destaque, tanto que ganhou a Bola de Prata do Campeonato Brasileiro daquele ano, prêmio tradicional dado pela Revista Placar. Disputou 49 jogos, sendo 47 como titular, marcando dois gols. Após deixar o Grêmio, Rafael Galhardo o enfrentou apenas uma vez, defendendo o Atlético-PR em 2016 e acabou derrotado.

Fernando Miguel

O goleiro jogou nas categorias de base do Grêmio, porém não chegou a jogar pelo clube profissionalmente. Gaúcho de Venâncio Aieres, Fernando Miguel rodou por vários times do Rio Grande do Sul, com mais destaque pelo Juventude, até chegar no Vitória. Pela equipe baiana enfrentou o Grêmio em quatro jogos, com uma vitória, um empate e duas derrotas.

Leonardo Moura

Após se destacar pelo Botafogo, o lateral chegou ao Vasco no começo de 2002. Contribuiu com muitas assistências para o baixinho Romário, porém sua passagem por São Januário durou pouco, apenas um semestre. Disputou 30 jogos e marcou 6 gols.

Após deixar o Vasco, o jogador passou por diversos clubes, mas se tornou ídolo no rival Flamengo, onde conquistou diversos títulos importantes, entre eles o Campeonato Brasileiro de 2009.

No Grêmio desde 2017, Léo Moura é tido como uma das principais lideranças do Grêmio. Léo Moura enfrentou o Vasco por muitas vezes após sair do Cruzmaltino e costuma levar vantagem. Possui 17 vitórias, 12 derrotas e nove empates.

Madson

Após se destacar pelo ABC-RN, o lateral-direito foi contratado pelo Vasco em 2015. Disputou 129 partidas, marcou apenas um gol e conquistou o bicampeonato carioca em 2015 e 2016. No início de 2018 foi negociado com o Grêmio pelo valor de R$ 2 milhões. Na condição de ex, Madson nunca enfrentou o Vasco. O máximo que conseguiu foi assistir do banco a derrota do Grêmio em São Januário, no primeiro turno do Campeonato Brasileiro deste ano.

Douglas

Em 2014, o meia foi emprestado pelo Corinthians ao Vasco para ser o maestro do time na campanha do Campeonato Brasileiro da Série B. O objetivo de subir foi alcançado, porém de forma dramática, após um empate com o Icasa por 1 a 1, no Maracanã. Douglas atuou em 53 partidas e marcou 14 gols, sendo o artilheiro vascaíno naquela temporada.

Quase foi campeão carioca no mesmo ano, porém o gol de Marcio Araújo no último minuto e em impedimento, deu o título para o Flamengo. Após sair do Vasco, Douglas teve três reencontros com o ex-clube, obtendo uma vitória, um empate e uma derrota, no primeiro turno do Brasileiro de 2018.

Alisson

O meia foi emprestado ao Vasco pelo Cruzeiro em 2013, como parte da negociação que envolveu o zagueiro Dedé. No entanto, a passagem de Alisson pela equipe carioca durou pouco. Com a troca do técnico Paulo Autuori por Dorival Júnior, o jogador acabou perdendo espaço. Na época, Dorival afirmou que iria dar preferência aos atletas da base do Vasco.

Com isso o Cruzeiro solicitou o retorno do meia. Pelo Vasco Alisson entrou em campo em apenas oito partidas e marcou dois gols. Após a passagem pelo time carioca, o meia enfrentou o ex-clube em quatro partidas, obtendo uma vitória, duas derrotas e um empate, no qual marcou um gol.

André

O atacante também foi emprestado ao Vasco em 2013, só que pelo Atlético-MG. Chegou com status de titular absoluto, porém na reta final do Campeonato Brasileiro, acabou perdendo a posição para Edmílson. Pelo Vasco André jogou 27 partidas e marcou 12 gols, sendo o artilheiro do time naquela temporada. Contra o Cruzmaltino,
o atacante costuma fazer valer a lei do ex. Foram cinco partidas nessa condição, com três gols marcados, todos atuando pelo Sport. Em compensação, no reencontro André não costuma vencer, somando apenas uma vitória, um empate e três derrotas.

Fonte: Esporte24Horas