Luxemburgo 24h por dia, “trabalho de formiguinha” e jovens

20/10/2019 às 10h07 - CLUBE

Quando chegou ao Vasco, o técnico Vanderlei Luxemburgo encontrou a equipe em último lugar na tabela do Campeonato Brasileiro, com apenas um ponto, e os ânimos abalados. Menos de seis meses depois, o Cruz-Maltino é o 11º colocado, com 34 pontos, a oito da zona de rebaixamento e sete da zona de classificação para a Libertadores do ano que vem.

O trabalho, incontestavelmente, é bom e tem dado frutos para o Vasco, além da notória evolução em campo e na tabela do Brasileirão. Talles Magno, Bruno Gomes e Gabriel Pec saíram da base para virar opções e até soluções no profissional. O resultado é fruto de um trabalho em conjunto. Luxemburgo trouxe na "bagagem" o auxiliar Maurício Copertino e o preparador físico Antônio Mello.

Copertino é o membro mais recente da comissão técnica que acompanha Vanderlei Luxemburgo. Eles começaram a trabalhar no Tianjin Quanjian, na China, e estão juntos novamente no Vasco. Agora, com a missão de livrar o quanto antes o Cruz-Maltino da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. A luta começou mais difícil e tem se tornado mais "simples" com o passar das rodadas, graças aos resultados em campo.

- Nos juntamos ao pessoal do clube, que formam departamentos com muita competência, e só organizamos. O Vanderlei tem todo o mérito. Foi um trabalho que acompanhamos, dando suporte e podendo ver que ele realmente transformou o clube num clube profissional. Os jogadores estavam desanimados, a autoestima muito para baixo. É um processo que tenho privilégio de estar participando. Vocês viram o trabalho. Isso que é gratificante para nós profissionais - disse Copertino ao GloboEsporte.com.

No dia a dia, Maurício Copertino participa ativamente do treinamentos no CT do Almirante. O auxiliar conversa com Vanderlei Luxemburgo e a comissão técnica para definir o que será trabalhado e até comanda as atividades em campo, sempre observado de perto pelo treinador. Nos jogos, fica na beira de campo ou no banco de reservas.

- O Vanderlei me dá total liberdade. O que direcionamos é baseado nas conversas que temos com o Vanderlei, então a gente extrai tudo o que ele faz com a expertise de trabalho dele. Tem sido muito legal. É uma faculdade. Uma situação bem bacana para mim. Trabalhar com um pentacampeão brasileiro do meu lado.

Foto: Fernando Roberto/Agência FutpressVanderlei Luxemburgo conversa com auxiliar Maurício Copertino
Vanderlei Luxemburgo conversa com auxiliar Maurício Copertino

Desde a chegada de Vanderlei Luxemburgo e sua comissão, diversos jogadores já foram promovidos ou ao menos passaram por treinamentos na equipe profissional. O principal deles, Talles Magno, virou titular absoluto em pouco tempo.

- Tem sido um trabalho de formiguinha. Junto com o Vanderlei, aprendemos a ter essa situação muito clara. O trabalho de base e profissional tem de ser feito de uma maneira com critérios dentro da comissão. Não estamos queimando etapas. A descoberta do Talles, do Bruno, do PEC é por um trabalho do clube, mas com a expertise do Vanderlei. Isso foi muito natural - explicou.

A chegada ao Vasco, com a equipe na última posição na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro, exigiu, é claro, trabalho redobrado da comissão. E Luxemburgo, debruçado em ideias, não costuma "desligar".

- É um trabalho muito duro, realmente não está sendo fácil. Estamos muito satisfeitos com a produção dos atletas, que têm se entregado muito. A gente não faz nada sem a compreensão dos atletas. Eles têm sido fantásticos com o nosso trabalho. O Vanderlei também está com uma postura sensacional. Às vezes, o Vanderlei me liga à noite e fala para tomar um café e falar de trabalho (risos) - completou.

Vanderlei Luxemburgo, Maurício Copertino e Antônio Mello se juntaram à comissão técnica fixa do Vasco, que já tinha:

O auxiliar Ramon Menezes e os auxiliares de preparação física Armando Marcial e Mauro Britto;

O treinador de goleiros Danilo Minutti, os auxiliares de preparação de goleiros Acácio e Carlos Germano;

Os analistas Fabrício Vasconcellos e Lucas Vergne;

Os médicos Marcos Teixeira, Rodrigo Mendonça, Carlos Fontes e Vitor Baitelli;

O coordenador científico Daniel Gonçalves;

Os fisioterapeutas Amil Henrique, Márcio Monteiro e Aldo Mattos;

O fisiologista Gustavo Henriques;

Os nutricionistas Paulo Cavalcanti e Maíra Ruas, além de assessores de imprensa, fotógrafo, massagistas, roupeiros e seguranças.

 

Fonte: GloboEsporte.com