Luxemburgo fala sobre vitória importante, Talles, volantes, Rossi e Marrony

25/08/2019 às 18h29 - CLUBE

"Dar os parabéns ao torcedor. Viemos de uma derrota para o Flamengo, mas o torcedor olhou, identificou, jogamos bem, poderia ter saído com vantagem no primeiro tempo. Acharam gol no segundo tempo e mérito do Flamengo", diz Luxemburgo #gevas

Ainda sobre o clássico: "Perdemos dois pênaltis. Não passaríamos impunes. A torcida identificou e está identificando esse grupo, porque está dando uma demonstração, sem comparações, de que as coisas estão acontecendo. Não estão parando de trabalhar" #gevas

Sobre hoje: "Foi uma vitória de Vasco da Gama, com propriedade. O Cuca vem fazendo um trabalho brilhante no São Paulo. É um trabalho brilhante", diz Luxemburgo #gevas

Luxemburgo, sobre Talles: "Tem de deixar ele jogar. Vai ter jogos em que vai dar o drible e vai perder, aí vou dar uns tapas na orelha dele. Mas é um jogador que está aí, buscando seu espaço. Temos no Brasil essa pressa de fazer do moleque de 17 anos a salvação da pátria" #gevas

"Em momento algum minha equipe jogou com quatro volantes. Onde que eu joguei com quatro volantes? O Raul preencheu o lado direito junto com Andrey e Pikachu. Mantive um volante com dois jogadores que pisam na área. Caso do Andrey e do Marcos Júnior" #gevas

"O departamento de marketing só vende se o time ganhar. Então, se eu tenho 19 jogos em casa, porque vou tirar seis para jogar fora? Aqui, você ganha vitórias e dinheiro. E tem patrocinador. Tem uma série de coisas. O Vasco está reconquistando isso", diz Luxemburgo #gevas

"Futebol não é uma ciência exata. O Marrony está sendo trabalhado. Eu peguei o Marrony essa semana e treinei o posicionamento do Marrony. Quando tem de usar as costas, usar a velocidade, quando tem de buscar a bola. O Ramon tem trabalhado com os atacantes", diz Luxemburgo #gevas
"Só tem uma maneira de o Vasco se recuperar: com o futebol. Fazer um time competitivo de futebol", diz Luxemburgo #gevas

"Foi pelos gritos homofóbicos, porque pode prejudicar. Mas como ia falar para todo mundo? Meio que entenderam. Passa na rádio e chega lá", diz Luxemburgo sobre os gritos homofóbicos das torcidas, que paralisaram o jogo #gevas

"Hoje foi uma necessidade. Uma análise também do time do São Paulo, com o Everton veloz e a troca do Reinaldo pelo Léo. Tentei fazer o que fiz no jogo anterior, se bem que só tirei o Pikachu para trás. Mantive a estrutura", diz Vanderlei #gevas

"O Rossi é um grande jogador, mas tem uma semana ainda. Eu forcei a situação. Ele só aguentaria 20 minutos. Estavam o Anderson e o Léo com cartão amarelo. Hoje foi a melhor partida do Marrony por dentro, também", diz Luxemburgo #gevas

Fonte: Twitter do jornalista Bruno Giufrida - GE