Maurício Copertino processa o Vasco

09/09/2020 às 08h10 - FUTEBOL

Em crise financeira, o Vasco não conseguiu honrar compromissos e, por isso, virou algo de uma série de processos judiciais movidos por ex-jogadores. Ações, em sua maioria, com valores superiores a R$ 1 milhão. Porém, existem cobranças menores.

Um dos casos é de Mauricio Copertino, ex-auxiliar técnico do clube e que integrou a comissão de Vanderlei Luxemburgo em 2019. Ao entrar com a reclamatória no último dia 25 de agosto, o atual funcionário do Palmeiras solicitou o pagamento de R$ 277 mil.

A ação corre na 72ª Vara do Trabalho do Rio e, por ora, não teve decisão proferida pela juíza Heloisa Juncken Rodrigues. A cobrança é referente a salário não pago, verbas rescisórias, FGTS não recolhido, multa e honorários advocatícios.

No dia 29 de agosto, a magistrada questionou no processo se Copertino tinha interesse em buscar conciliação com o Vasco. A resposta foi positiva: reduziu a pedida em R$ 50 mil (valor da multa) e sugeriu parcelamento em 10 vezes.

Por ora, o Vasco ainda não se manifestou. O prazo, dado pela juíza é de 15 dias úteis, que ainda não venceu.

De acordo com a assessoria de imprensa de Mauricio Copertino, o auxiliar ressaltou que têm grande carinho pelo Vasco e está apenas exigindo o que foi acordado em contrato, além de já ter sinalizado estar aberto a um acordo, inclusive aceitando receber de forma parcelada.

Fonte: ge