Maxi López quer jogo, Valentim quer calma

06/02/2019 às 07h07 - CLUBE

O argentino Maxi López não está nem um pouco satisfeito com o planejamento que a comissão técnica do Vasco tem feito para este início de trabalho em 2019.

Aparentemente, Alberto Valentim defende a ideia de que o artilheiro de 34 anos deva ser lançado aos poucos, preservando-o para os momentos decisivos.

Mas desde sua chegada a São Januário o jogador sustenta a tese de que a melhor forma física e técnica vem no jogo a jogo.

Na vitória sobre o Fluminense, no sábado, Maxi López reapereceu no time entrando no lugar de Ribamar, nos 20 minutos finais.

Pouco pôde fazer, desperdiçando, inclusive, boa oportunidade de gol na última bola do jogo.
 

Com o argentino no comando de ataque, o time ganha força ofensiva, mas perde consistência na recomposição defensiva.

O que talvez seja um dos fatores que justificam o fato de o clube ter a defesa menos vazada da Taça Guanabara.

Marrony e Ribamar, pela juventude, têm mais fòlego e, em tese, melhores condições para cumprir as determinações defensivas.

Mas o "trator" vascaíno quer mais minutagem para chegar à fase final em condições de dar um título ao clube.

Vejamos qual será a opção do técnico para o confronto desta quarta-feira, contra o Juazeirense, na estreia do Vasco na Copa do Brasil.

Fonte: Extra Online