Morte do vascaíno Carlos Drummond de Andrade faz 20 anos

18/08/2007 às 10h04 - IMPRENSA

Há 20 anos o poeta Carlos Drummond de Andrade falecia no Rio de Janeiro. Mineiro de nascimento e vascaíno de coração, Drummond nunca escondeu sua paixão, tendo inclusive sido retratada em alguns versos publicados: \"E viva, viva o Vasco: o sofrimento / há de fugir, se o ataque lavra um tento / Time, torcida, em coro, neste instante, / Vamos gritar: Casaca! ao Almirante / E deixemos de briga, minha gente / O pé tome a palavra: bola em frente.\" Estes versos são pertencentes ao poema \"A semana foi assim\", que encontra-se reproduzido na página 91 do livro \"Quando é dia de Futebol\".

Fonte: Jornal dos Sports