Imprensa

Opinião: Vasco apresenta boas opções ofensivas, mas defesa é desafio

O Vasco oscilou bons e maus momentos na vitória por 3 a 1 sobre o Resende, em São Januário, na despedida da Taça Guanabara. Já fora da semifinal do Campeonato Carioca, o time de Marcelo Cabo teve no duelo de sábado um espelho do apresentado na competição.

Se mostrou evolução na produção ofensiva, com um sistema de jogo estabelecido e suas variações, a equipe vascaína continuou com dificuldades na defesa - como ocorrido na temporada passada e o consequente rebaixamento. E aqui não se trata de um problema da dupla de zagueiros da ocasião: é o sistema como um todo, inclusive, a bola pelo alto.

Os duelos que virão da Taça Rio podem e devem ser usados para mais testes, aprimoramento de virtudes e correções de erros, afinal, o maior objetivo do ano está no horizonte. A primeira rodada da Série B está marcada para os dias 28 e 29 de maio.

Alguns dados são interessantes neste começo de trabalho (contando a Copa do Brasil e excluindo as duas primeiras rodadas do estadual nas quais o time sub-20 atuou):

  • Marcelo Cabo está invicto no comando do time: são cinco vitórias e seis empates.
  • Com o treinador, o time fez (24) e sofreu gols (15) em todos os jogos.
  • 11 jogadores já marcaram, o que indica a redução da dependência de Cano.
  • 8 gols sofridos tiveram como origem a bola parada do adversário.

Cabo adotou o esquema 4-2-3-1, no qual Galarza (revelação) e Pec (artilheiro, com cinco gols) foram os grandes destaques. Contra o Flamengo, o treinador e os jogadores conseguiram mostrar uma variação: deram a bola ao rival e atuaram no contragolpe, o que funcionou bem por conta da ótima marcação e da igualmente espetacular eficiência ofensiva.

O 4-3-3 surgiu no segundo tempo do sábado. Sem o poupado Marquinhos Gabriel e como Laranjeira não rendeu, o técnico colocou Morato centralizado. E abriu pelos lados Figueiredo e Léo Jabá. Foi a partir desta troca que a vitória começou a ser construída. Com mais amplitude e profundidade, os espaços apareceram e as chances de gol foram criadas na base da aproximação, troca de passes e busca pelo espaço vazio. Zeca, Bruno Gomes, Léo Jabá e Cano se destacaram na partida.

O posicionamento defensivo carece de melhora. A bola parada, realmente, é o principal problema da equipe. Contra o Resende, Laranjeira não cortou a bola na primeira trave, e Paulo Victor completou ao gol. Cabo já disse que adota uma marcação por zona, mas erros individuais e coletivos persistem. É preciso mais atenção e mais treino.

A saída de trás melhorou. A perda de bola pelo volante (seja Bruno Gomes, seja Andrey) diminuiu consideravelmente. Fruto de melhor posicionamento e mais acerto de passes. Porém, no sábado, Bruno Gomes cometeu um erro logo no começo que originou ataque perigosos do Resende. O caminho, porém, parece pavimentado.

Fonte: (ge)
Loading...
  • Sábado, 08/05/2021 às 16h00
    Vasco Vasco 2
    Madureira Madureira 1
    Taça Rio São Januário
  • 28/05 (sex) ou 29/05 (sáb)
    Vasco Vasco
    Operário Operário
    Campeonato Brasileiro - Série B A definir
  • 01/06 (ter), 04/06 (sex) ou 05/06 (sáb)
    Vasco Vasco
    Ponte Preta Ponte Preta
    Campeonato Brasileiro - Série B A definir
  • 08/06 (ter), 11/06 (sex) ou 12/06 (sáb)
    Vasco Vasco
    Brasil de Pelotas Brasil de Pelotas
    Campeonato Brasileiro - Série B A definir
  • Terça-feira, 15/06/2021 às 21h00
    Vasco Vasco
    Avaí Avaí
    Campeonato Brasileiro - Série B A definir
  • 18/06 (sex) ou 19/06 (sáb)
    Vasco Vasco
    CRB CRB
    Campeonato Brasileiro - Série B A definir
  • Terça-feira, 22/06/2021 às 21h00
    Vasco Vasco
    Cruzeiro Cruzeiro
    Campeonato Brasileiro - Série B A definir