OPINIÃO: Obrigações na estréia

16/01/2006 às 11h09 - FUTEBOL

A primeira rodada do Campeonato Carioca de 2006 não trouxe surpresas. Os grandes - com exceção do Flamengo - venceram, e nos outros confrontos deu mais ou menos aquilo que era esperado. Um começo previsível, em que cada um fez a sua obrigação. \"Mas como cada um fez a sua obrigação se o Flamengo perdeu?\", alguém perguntará.

Fácil: este time rubro-negro que atuou contra o Nova Iguaçu é um dos piores do campeonato e sua \"obrigação\" foi entrar em campo. Não há como cobrar deste Fla B uma vitória, mesmo diante de um time que debutava na Primeira Divisão carioca. O time principal, que se preparou na Granja Comary, este, sim, terá a obrigação das vitórias, até para justificar o tempo de preparação especial a que foi submetido. Mas enquanto ele não estréia, os garotos não podem ser crucificados. Sorte do Nova Iguaçu, comandando pelo maestro Zinho, que mostrou que pode atrapalhar os planos de muito time grande.

Outro que pinta com a promessa de ser uma pedra no caminho dos tradicionais pretendentes ao título, o Volta Redonda esteve longe daquele time vice-campeão de 2005, mas fez sua obrigação contra o América, mesmo fora de casa. Fez valer a condição de favorito no confronto, já que o Diabo ainda procurar entrosar a nova equipe.

Aparentemente mais fraco do que em anos anteriores, o Americano fez jogo duro contra a Cabofriense. Ganhou, mas, assim como seu adversário, não deve causar maiores problemas aos grandes.

Casos também de Friburguense, Portuguesa e Madureira, que em momento algum ameaçaram Botafogo, Fluminense e Vasco na abertura do Carioca. A vitória dos três grandes foi uma obrigação? Foi, mas e daí? Cada um dos grandes mostrou algo interessante.

No Vasco, é sempre bom ver Romário motivado, mesmo que ache esta história de mil gols totalmente desnecessária na brilhante carreira dele. Mas se ele está feliz, quem sou eu para reprimir? É bom também ver Alex Dias voltar a marcar e conhecer uma jovem promessa, como este Ernane.

No Botafogo, uma vitória para espantar um pouco a crise, que é extremamente grave. Ninguém trabalha feliz sem salário, mas os jogadores mostraram personalidade. Destaque para Reinaldo, que, sem muito alarde, faz seus golzinhos e Zé Roberto, que se confirma como uma boa opção no meio.

O Fluminense teve estréia de campeão - calma, torcida! Não vale gritar bicampeão agora - e goleou. Evando mostrou estrela ao marcar na sua estréia. Adriano Magrão foi oportunista com dois gols. Mas o melhor para a torcida é saber que ainda falta tanta gente para entrar neste time...Petkovic, Tuta, Marcão, Arouca, além dos contratados Roger, Rogério e Pedrinho.

Credenciado ao bi, o Flu está. Que o Fla principal estréie logo para se juntar a Vasco, Botafogo e - por que não? - Volta Redonda, América...Que o Carioca de 2006 seja cheio de emoções e que vença o mais competente.

Fonte: Blog de Flávio Garcia - Lancenet