Opinião: Os gols de esmola de Eurico

19/02/2006 às 01h39 - IMPRENSA

Parece que o anseio do presidente do Vasco de fazer Romário chegar aos mil gols atingiu o último grau do ridículo. Mas até que a pelada marcada com o time alemão da Terceira Idade serviu para alguma coisa. Serviu para que o próprio Romário tomasse consciência de que não anda fazendo papel bonito. Ele se recusou a participar de espetáculo tão grotesco.

Mestre Armando Nogueira, por sinal, já esgotou o assunto: um craque com o passado de Romário não devia precisar de gols de esmola. É assim que Armando Nogueira chama esses gols que o presidente da Vasco está arranjando para Romário: gols de esmola.

O futebol de Romário não se coaduna com migalhas.

Fonte: -