Pai dos irmãos Leandro e Luciano Castán sonha com dupla jogando junta

04/08/2019 às 08h35 - FUTEBOL
Foto: Reprodução / InstagramMarcelo Castan, na época de jogador, com os filhos Leandro (esq) e Luciano (dir)
Marcelo Castan, na época de jogador, com os filhos Leandro (esq) e Luciano (dir)

Imagine ter dois filhos jogadores de futebol que disputam a Série A do Campeonato Brasileiro? Agora pense que, além disso, você pode ter o privilégio de assisti-los pela primeira vez se enfrentando em campo? Esta é a emoção que viverá amanhã (4) às 19h, no estádio Kléber Andrade, em Cariacica (ES), Marcelo Castan, pai de Leandro e Luciano, zagueiros de Vasco e CSA, respectivamente, 

Também responsável por cuidar da carreira da dupla, Marcelo não esconde o orgulho de pode desfrutar deste fato difícil e pouco habitual que acontecerá. 

"É muita emoção. Isso está mexendo muito com a gente. Estamos procurando ficar os mais tranquilos possíveis. A alegria está transbordando na família toda. A expectativa é de um bom jogo dos dois. É algo que a gente estava esperando há um tempo. Nunca tinham jogado contra", destacou ao UOL Esporte. 

Ex-jogador de futebol, Marcelo tem um carinho especial pelo CSA. Defendendo o clube alagoano, chegou a eliminar justamente o Vasco, em São Januário, na Copa do Brasil de 1992. A vitória foi por 1 a 0, com um gol aos 37 minutos do segundo tempo, num time cruzmaltino que tinha nada mais, nada menos, do que Edmundo, Valdir Bigode, Bismarck, entre outros. 

Por conta de todo esse laço afetivo e também em função da situação atual da equipe na tabela (penúltimo lugar), o pai dos Castan prefere que a vitória fique com o time da região Nordeste do país. 

"Eu tive duas passagens no CSA, em 86 e 92. Eu tenho muito carinho pelo CSA, e também tem aquela coisa de uma necessidade maior do CSA entrar na competição com mais força", explicou. 

Semelhanças e diferenças entre os irmãos 

Marcelo enxerga mais diferenças do que semelhanças entre Leandro, de 32 anos, e Luciano, de 29. Em sua concepção, o que possuem de mais parecido é o fato dos dois serem canhotos. 

"A semelhança é o pé esquerdo, mas eu vejo que o Leandro é um pouco mais viril, mas com técnica também. Já o Luciano espera o momento certo para dar o bote e me parece um pouco mais tranquilo dentro de campo", avaliou. 

Leandro, até o momento, possui uma carreira mais consolidada, tendo sido campeão brasileiro (2011) e da Libertadores (2012) pelo Corinthians e ficando pouco mais de cinco anos na Itália entre Roma, Sampdoria, Torino e Cagliari. 

Já Luciano passou por clubes paulistas como Portuguesa, União São João, Bragantino, São Bernardo, além do Paraná, antes de se transferir para o Brest, da França, e o Al-Khor, do Qatar. 

Sonha em ver os dois juntos 

Orgulhoso da carreira dos filhos, Marcelo ainda tem alguns sonhos. Um dos principais é ver Leandro e Luciano defendendo as mesmas cores em campo: 

"Eu tenho uma expectativa de, quem sabe, uma temporada conseguir colocar os dois numa mesma equipe. Eles também comentam sobre essa vontade. É um pouco difícil. Normalmente o pessoal fica com um pouco de receio de colocar dois canhotos na zaga, mas no próprio Vasco o Leandro chegou a atuar algumas vezes com o Ricardo Graça, que também é canhoto. Não sei se esse desejo vai acontecer no Vasco ou em outro clube, mas tenho essa vontade", declarou Marcelo. 
 

Fonte: UOL Esportes