Política vascaína teve dia agitado nesta quarta-feira (29)

29/07/2020 às 18h15 - POLÍTICA

O ambiente político do Vasco teve mais um dia agitado nesta quarta-feira (29). A Junta Deliberativa do clube, composta pelos presidentes de poderes, definiu a lista de sócios aptos a voto e marcou a Assembleia Geral Extraordinária - que votará a reforma do estatuto e as eleições diretas - para 25 de agosto. Porém, mais cedo, o órgão sofreu uma ação de dois associados pedindo a sua nulidade sobre o tema.

Na solicitação, a dupla pede que todas as decisões tomadas pelo órgão no que se refere ao direito de votação dos associados sejam declaradas sem efeito. Uma delas, por exemplo, foi tomada recentemente e definiu que os anistiados ficarão fora da lista, ao mesmo tempo que remidos serão adicionados. Um dos executores da ação, inclusive, é um sócio-geral anistiado.

Lista foi aprovada com RESSALVAS por 3 votos a 1:

A favor: Mussa, Monteiro e Silvio Godói
Contra: Alexandre Campello
​​​​​​​Se absteve: Edmilson Valentim (em função de ser da junta de recursos e não ter tido acesso a todos os dados fnanceiros)

Fonte: UOL