Prefeito do RJ confirma reunião com clubes neste domingo (24)

22/05/2020 às 13h03 - FUTEBOL

Um dia depois de se reunir com o presidente da República, Jair Bolsonaro, o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, avisou que vai se reunir com os clubes mais uma vez no domingo. A liberação dos clubes ainda não é recomendada pela prefeitura do Rio de Janeiro, com base no conselho do comitê científico criado pelo poder municipal.

Ao mesmo tempo que deixou no ar a possibilidade de abertura para o futebol ("não estamos falando de jogo, hein, mas de treinos", ressaltou), Crivella pediu respeito dos clubes às medidas estabelecidas.

- Nós estamos propondo, no conselho científico, uma estratégia de retorno. Os clubes que puderem obedecer... a partir do dia 25 (fim do decreto) poderão voltar a treinar. No domingo me reúno com os clubes. (Antes) faço apelo e reitero para que as medidas sejam obedecidas. Se os clubes não respeitam, as pessoas em casa também e fica desalentadas, desestimuladas. A medida é para todos - afirmou o prefeito do Rio de Janeiro.

O Flamengo iniciou treinamentos no início da semana, contrariando a recomendação do poder público municipal. Nesta sexta-feira, na parte da tarde, o Bangu retorna e faz os primeiros testes físicos em campo. O Vasco vai realizar exames de coronavírus nos atletas e também prepara os próximos passos de retorno para os treinamentos.

O prefeito do Rio de Janeiro disse que a curva estava em viés de alta, mas "agora está em viés de baixa". No entanto, disse que há divergência sobre esta observação dentro do próprio comitê científico da prefeitura. O comitê é composto por infectologistas, epidemiologistas e conta também com a participação do novo secretário estadual de saúde, Fernando Ferry.

- Precisamos ter a volta bem estudada. Domingo vamos tratar do assunto. Os clubes apresentaram um documento e depois pediram nossa avaliação. Na terceira reunião foi um debate das medidas para voltar aos treinos. Um debate acalorado. Vamos conversar. Havendo consenso podemos voltar a treinar. Isso sem causar nenhum dano na curva (epidemiológica) - ressaltou Crivella.

Fonte: GloboEsporte.com