Prefeitura abre concessão de parque aquático do Pan aos 4 grandes do Rio

03/03/2008 às 12h32 - OUTROS ESPORTES

Em decreto no Diário Oficial, o prefeito do Rio, César Maia, deixa aberto para Botafogo, Flamengo, Fluminense e Vasco da Gama assumirem o Parque Aquático Municipal Maria Lenk, construído para os Jogos do Pan-Americano.

Segundo texto divulgado nesta segunda-feira, os quatro clubes ganharam este direito porque "estão amplamente integrados ao esporte olímpico e com tradição no mesmo".

Os clubes terão que demonstrar interesse a partir desta segunda e quem ficar com o complexo irá arcar com todas as despesas de manutenção, funcionamento, obras e eventuais competições no local. A prefeitura deixa claro no texto que se exime, a partir do momento da concessão, de qualquer ônus com o lugar.

O caso do Maria Lenk já ocorreu de forma semelhante com outra obra feita para o Pan do Rio. O estádio João Havelange, o Engenhão, ficou com o Botafogo, que ganhou a licitação feita pela Prefeitura do Rio e administrará o local pelos próximos 20 anos.

O Maria Lenk, com capacidade para 8 mil pessoas, é composto por uma piscina olímpica, uma piscina de aquecimento e um tanque para saltos ornamentais, construídos de acordo com as normas da Federação Internacional de Natação (Fina), em uma área total de 42 mil m². O valor da obra chegou perto dos R$ 75 milhões.

Nos Jogos Pan-Americanos, ele faz parte do Complexo do Autódromo de Jacarepaguá, que incluía ainda a Arena Multiuso (usada basquete e ginástica) e o Velódromo do Rio (construído para ser sede do ciclismo).

Fonte: UOL Esporte