Presidente do CSA diz que cogita dispensar Jordi após polêmica

25/10/2019 às 17h32 - FUTEBOL

Presidente do CSA, Rafael Tenório visitou a TV Gazeta nesta sexta e falou sobre o vídeo vazado em que Jordi critica a estrutura do clube. Foi duro. O dirigente chegou a dizer que o goleiro foi um ídolo da torcida, mas, depois do episódio, deixou de ser. Ele fez até uma frase de efeito para resumir o caso: "Do amor à rejeição".

Tenório também não descartou a possibilidade de dispensar o atleta quando ele sair do departamento médico. Jordi ainda se recupera de uma lesão na coxa esquerda e não joga desde o dia 12 de outubro.

- Primeiro, nós temos que recuperar ele. Depois que o departamento médico liberá-lo, aí, sim, o clube dará a punição. Numa situação dessa tem quatro possibilidades: multa, advertência, dispensa e a de continuar. Mas a gente só sabe realmente depois que o atleta tiver pronto, para a gente conversar com ele - declarou o presidente, em entrevista ao GloboEsporte.com.

Rafael enfatizou que o CSA tem hoje uma boa estrutura e considerou a gravação do vídeo uma falta grave de Jordi.

- Ele expôs a instituição e também maculou a própria imagem dele como atleta. Ele não poderia fazer isso, pois, além de ser uma inverdade, ele não deveria te feito aquela exposição para ele. Ele maculou a imagem dele e do clube.

Fonte: GloboEsporte.com