Raízes Vascaínas publica análise do balanço financeiro de 2019

14/05/2020 às 10h57 - POLÍTICA

Na última semana, o Club de Regatas Vasco da Gama divulgou o balanço financeiro do ano de 2019. Após a analise dos dados, o Grupo Raízes Vascaínas, buscando possibilitar a leitura das informações por todos, acreditamos na importância de pontuar algumas coisas. Segue o fio:

• Ficou evidente a dependência do Club na venda de jogadores para ter cumprido o orçado no final de 2018. O orçamento, que tinha uma previsão de superávit em R$ 72 milhões, terminou com déficit de 5 milhões. A receita na venda de jogadores, estimada em R$ 30 milhões...

(e que já representava um número muito baixo em relação ao cenário dos grandes clubes brasileiros), terminou o ano ainda pior. Esses fatores levaram o Vasco a fechar o ano no vermelho, tendo sido o prejuízo minimizado pela associação em massa do ST no final de 2019. ⁣

• Outro ponto crítico: os custos e despesas com o futebol profissional e clube social, que praticamente se mantiveram os mesmos. Dentro de campo, o resultado foi quase idêntico a 2018, embora folha de pagamentos tenha se mantido similar.

Entendemos que esta deveria ter sido reduzida, para que o Club não precisasse trabalhar com a incerteza de uma venda de jogadores, evitando novos empréstimos.

Podemos elencar inúmeros jogadores contratados, que tecnicamente não seriam uma boa oportunidade e que acabaram pesando na folha, trazendo retorno baixíssimo em campo, e, infelizmente, continuarão impactando no resultado de 2020. ⁣

É senso comum que uma empresa em dificuldades precisa ter um trabalho eficiente na redução de custos e despesas. Nosso principal ativo não foi bem trabalhado em 2019, e pior, em inúmeras vezes é citada como justificativa a falta de venda de jogadores, ....

...que atingiu com força o mercado brasileiro (segue link abaixo, com matéria que comprova o contrário no futebol nacional)⁣ Futebol não é um jogo de azar!⁣

Torcemos que esse jogo vire o mais breve possível, dias melhores virão! #raizesvascainas

Fonte: Twitter do Grupo Raízes Vascaínas