Renato Gaúcho desabafa

18/03/2006 às 08h57 - FUTEBOL

Os boatos de que teria entregue o cargo de treinador do Vasco, na tarde de quarta-feira, foram muito mal recebidos por Renato Gaúcho que mostrou, ontem, sua insatisfação com as notícias a seu respeito que circulam pelos meios de comunicação. Segundo ele, alguns jornalistas estão colocando sua próprias opiniões nas matérias, ao invés de consultá-lo antes de produzir as reportagens. Renato não revelou se o clássico de amanhã com o Flamengo será sua última partida no comando da equipe. O treinador afirmou que está muito feliz em São Januário.
\"Vocês da imprensa colocam muita coisa errada para o público. Uma hora vão bater com a cara na porta e vão ver que deram a notícia errada. Eu nunca falei que colocaria meu cargo à disposição. Ninguém perguntou minha opinião, nem a do presidente (Eurico Miranda). Se depender de mim eu fico no Vasco, tenho o apoio total da diretoria que é quem paga o meu salário, e domingo dependendo do que acontecer eu até posso sair. Não sou eterno, as pessoas passam mas o clube fica\", disse.

O técnico quer que a culpa pelo fraco desempenho da equipe nos últimos jogos caia sobre ele, e não sobre os jogadores.

\"Eu não me incomodo com a críticas prefiro que elas caiam sobre mim. Estou aqui para protegê-los, assim como um pai protege os filhos\", comparou.

Esperançoso - Diferente de Romário, que acredita que o time já está eliminado da Taça Rio, o treinador vascaíno declarou que acredita plenamente na classificação para as semifinais e que no futebol tudo pode acontecer. No entanto, Renato lembrou que não adiantará nada torcer por outros resultados, se o Vasco não fizer a sua parte e vencer o Flamengo no domingo.

Fonte: Jornal dos Sports