Ribamar ganha nova chance no Vasco

05/09/2019 às 08h00 - CLUBE

O ditado popular que diz que "a calma é a virtude dos fortes" poderia resumir bem a situação de Ribamar no Vasco. Sem destaque, o centroavante perdeu espaço e foi do banco de reservas direto para o grupo de afastados, que treina em horários diferentes do restante do elenco. Depois de quase três meses, foi reintegrado ao elenco nesta quarta-feira. Isso não significa que tenha sido fácil para ele.

"Isolado" de quase todos os jogadores e na lista de negociáveis, Ribamar passou a treinar no CT do Almirante em períodos opostos aos companheiros. Se o elenco trabalhasse à tarde, por exemplo, o centroavante ia pela manhã. Independentemente da distância, manteve a proximidade virtual com os jogadores, que o apoiaram enquanto não podiam ajudar com passes para gols.

Os trabalhos de Ribamar - e dos demais afastados - eram comandados pelo auxiliar técnico Ramon. Foi ele quem mais conversou com o centroavante durante o período de apenas treinos, sem nenhuma previsão concreta de voltar à equipe, só a expectativa de, mesmo longe, chamar atenção de Luxemburgo.

E foi o que aconteceu. Ramon conversou com o treinador e falou sobre a condição de Ribamar, que vinha melhorando nas atividades. O atacante, então, ganhou uma nova chance. Inicialmente, ele será reavaliado pela comissão técnica, num período que se iniciou nesta quarta-feira, com gol durante jogo-treino, e não está mais na lista de negociáveis. A volta definitiva ao time ainda é dúvida, mas já mais próxima de virar realidade.

Ribamar não entra em campo desde o dia 28 de abril, na derrota por 4 a 1 para o Athletico-PR, pela estreia do Campeonato Brasileiro, na Arena da Baixada. Na ocasião, ele saiu do banco no segundo tempo e não conseguiu evitar a goleada. Depois, ficou no banco de reservas contra Atlético-MG, Corinthians, Internacional e Ceará, até perder de vez o espaço.

A posição de Ribamar, inclusive, tem sido um problema para o Vasco, que tentou contratar um centroavante durante a pausa do Campeonato Brasileiro para a Copa América, mas sem sucesso. Tiago Reis, Valdívia, Marrony e até Talles Magno já foram testados na posição, mas Luxemburgo vê a necessidade de alguém com mais força e perfil de pivô para o comando do ataque.

Ribamar foi contratado pelo Cruz-Maltino no início do ano e disputou 14 jogos. Apenas um gol marcado.

Foto: Carlos Gregório Jr./Vasco.com.brRibamar comemora gol contra o Serra
Ribamar comemora gol contra o Serra

Fonte: Globoesporte.com