Rival: Cerveja urubu admite boicote de comerciantes vascaínos

18/07/2006 às 12h31 - IMPRENSA

Segundo o gerente de marketing corporativo da Nova Schin, Luís Fernando Amaro, apesar do pouco tempo de contrato com o Flamengo - desde 25 de maio - já é possível verificar o aumento nas vendas.

O executivo não possui números exatos, mas afirmou que a marca conquistou novos pontos-de-venda e melhorou sua imagem.

Sobre o problema específico com os supermercados Mundial e Prezunic, que têm donos vascaínos, ele disse que está perto de um acerto.

- Acho que é uma questão de tempo. O importante é entender como um negócio. É uma forma de incentivar o esporte - ressaltou.

Fonte: EsporteBizz