Rival: Criciúma, em má fase, aposta todas as fichas na Copa do Brasil

12/04/2006 às 08h07 - FUTEBOL

O adversário do Vasco na noite de hoje não atravessa uma boa fase. Depois de figurar alguns anos na Primeira Divisão do Campeonato Brasileiro, o Criciúma foi rebaixado em 2004 para a Série B. No ano passado conseguiu repetir a façanha do Fluminense em 1998, e caiu para a Terceirona.

Para piorar a situação, este ano viu seu maior rival, o Figueirense, conquistar o título do campeonato catarinense, em que sequer chegou à final. A Copa do Brasil, competição na qual já foi campeão - em 1993, sob o comando de Felipão -, é a esperança de reabilitação do time até a estréia na Série C.

Os destaques do time do técnico Édson Gaúcho são o atacante Dejair e os meio-campistas Marcelo Rosa e Athos, que fizeram um bom campeonato catarinense.

Três jogadores que foram emprestados pelo clube catarinense ao Vasco no ano passado, e não agradaram muito, estarão em campo esta noite: o goleiro Fernandinho, o zagueiro Luciano e o lateral-esquerdo Fabiano.

Os jogadores e a comissão técnica confiam na força da torcida, que deve lotar o estádio. O Criciúma anunciou, anteontem, a contratação de mais quatro reforços para a disputa da Série C. Um bem conhecido dos cariocas: o atacante Negreiros, que teve uma passagem pelo Flamengo.

Mesmo que o Vasco vença por diferença maior ou igual a dois gols, haverá a partida de volta quinta-feira que vem em São Januário, pois a partir desta fase da Copa do Brasil, não há eliminação direta.

Fonte: Jornal dos Sports