Rival: Tigre aposta no retrospecto

12/04/2006 às 07h50 - FUTEBOL

Acostumado a ser freguês dos principais clubes do Brasil, o Criciúma vê o confronto contra o Vasco de um ângulo diferente. Com seis vitórias e um empate em 12 jogos na história, é o Tigre quem tem o retrospecto a favor.
Para o jogo desta noite, no Estádio Heriberto Hulse, o Criciúma não terá nenhum desfalque, já que o zagueiro Rodrigo, contratado ao Rio Branco de Paranaguá-PR, conseguiu legalizar sua situação a tempo de ser escalado. O técnico Édson Gaúcho, que dirigiu o Goiás em 2005, definiu a equipe ontem.

Depois de ver o rival Figueirense conquistar o quarto título estadual nos últimos cinco anos, resta ao Tigre partir com tudo na Copa do Brasil. Até porque o time vai disputar a Série C do Brasileirão.

Uma das esperanças para avançar às quartas-de-final é Fernandinho, que jogou a temporada do ano passado pelo Vasco.

Em São Januário, Fernandinho era meia, e passou o ano inteiro lutando por uma vaga de titular.

Agora, ele foi deslocado para a lateral-esquerda e tem agradado ao técnico Édson Gaúcho.

Apesar do preço de R$ 15 por um ingresso de arquibancada, a expectativa é de bom público no Heriberto Hulse. Na fase anterior, o Tigre conseguiu uma milagrosa classificação. Havia sido goleado por 4 a 1 pelo São Caetano, no ABC, mas fez 4 a 0 na partida de volta.

É bom o Vasco se cuidar para não se dar mal hoje à noite.

Fonte: Lance